Assembleia de Covelas aprovou por unanimidade o não à fusão da sua freguesia.

Não fosse a reforma administrativa, esta seria uma assembleia quase sem história. Na assembleia ordinária de junho, realizada na passada sexta-feira, dia 22, no período da ordem do dia, todos os elementos da assembleia aprovaram uma proposta redigida em conjunto pelo PSD, PS e CDS, em que defendem a não agregação da freguesia.
No documento, a ser enviado para a Assembleia Municipal da Trofa, “a fim de ser ponderado no quadro da sua pronúncia” são tecidos os considerandos, que os covelenses julgam serem suficientes para a não agregação, uma vez que apesar de Covelas não ter o número mínimo de habitantes (3 mil) defendida pela lei da fusão das freguesias, Lei n.º 22/2012 de 30 de Maio, “ tem a maior dimensão territorial do concelho e a singularidade da suaruralidade.”

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.