assembleia trofense 30 06

O Clube Desportivo Trofense caiu num vazio diretivo. Esta noite, realizou-se uma Assembleia-geral extraordinária, na qual ninguém apresentou uma lista para suceder à comissão administrativa liderada por José Leitão.

O investidor que se mostrou interessado em apostar no clube para as próximas épocas, Lucas Santos, representante da empresa brasileirsa LS Soccer, acabou por desistir depois de se conhecerem as penhoras de jogadores e empresas exigidas ao clube.

A sessão foi polémica. Proliferaram acusações entre elementos da comissão administrativa e elementos da antiga direção liderada por Rui Silva.

No final, sem nenhuma lista ser apresentada, ficou marcada uma assembleia eletiva para 13 de julho. Sete sócios voluntariaram-se para tentar arranjar uma solução para liquidar as dívidas ao fisco e segurança social até ao dia 5, para que o Trofense possa inscrever a equipa na Liga de Honra, sob pena descer à 2ª Divisão B.

Reportagem alargada na próxima edição do NT, quinta-feira nas bancas.

{fcomment}