Cortejos para as Festas em Honra de Nossa Senhora das Dores começaram no domingo, com a aldeia responsável pela romaria deste ano. Paranho reavivou tradições.

As aldeias já começaram a sair à rua para honrar Nossa Senhora das Dores. Vestidas a rigor e entoando cânticos de antigamente, cerca de meia centena de pessoas do Paranho desfilou em cortejo até à Capela de Nossa Senhora das Dores, levando oferendas para serem leiloadas, no domingo, 12 de junho. E nem um tradicional “segredo” faltou no momento de angariar verbas.

A aldeia responsável pelas festas deste ano, foi também a primeira a sair em cortejo. “Foi muito interessante, e todos participaram desde os mais pequeninos até aos mais velhos”, explicaram Beatriz Moniz e Amândia Meira, duas das responsáveis pela organização dos cortejos.

Esta é também uma forma de “reencontrar algumas pessoas” e “reavivar costumes”, sobretudo junto dos “mais novos”.

“Este ano é o Paranho e isso estimulou um bocadinho mais. Queríamos deixar uma marca”, confessaram.

Beatriz Moniz e Amândia Meira destacaram, ainda que “as outras aldeias da Trofa também corresponderam” ao pedido e que todas vão participar. Até ao final do mês de agosto, as tarde de domingo podem ser ocupadas de forma diferente, com os cortejos em honra de Nossa Senhora das Dores.

{fcomment}