Os funcionários da Preh já estão habituados a estas ações da CDU, uma vez que esta é a empresa quase de paragem obrigatória, dado o elevado número de colaboradores.
Fernando Sá, trofense e militante do partido ecologista Os Verdes, é o número 31 da lista e no contacto com a população foi defendendo que o voto na CDU é a garantia da “defesa da produção nacional, defesa do emprego com direitos e da melhoria das condições de vida”.
“O nosso objetivo principal é derrubar o Governo e esclarecer a população que existem outras formas de governar mais próximo das pessoas e que a defesa dos interesses das pessoas está em primeiro lugar e não os interesses económicos e dos bancos”, sublinhou.
E a máxima da CDU é mais uma vez enaltecida: “Na CDU, a população pode contar com pessoas sérias e não com aqueles que ora dizem uma coisa, ora dizem outra”.
Para Fernando Sá, na nova legislatura também é importante “criar condições para receber os jovens que partiram para o estrangeiro para trabalhar”, pois estes “são uma mais-valia para o País”.
A comitiva da CDU estendeu a ação de campanha por outras empresas do concelho da Trofa, como a Socitrel, em S. Romão do Coronado, e a Mecanarte e Metalogalva, em Santiago de Bougado. No sábado, 26 de setembro, a CDU estará a apelar ao voto na feira semanal da Trofa e no festival de concertinas e cantares ao desafio, no Monte de Santa Eufémia. Na comitiva estará Diana Ferreira, número dois da lista.