Uma semana inteiramente dedicada à Lusofonia. Esta é a proposta da autarquia trofense que recebe, até ao próximo dia 4 de Maio, na Casa da Cultura da Trofa a festa da cultura, da escrita e do livro. Depois do sucesso alcançado pelo Concurso Literário Nacional da Trofa, a autarquia quer agora estende-lo a outros países.

   A festa da lusofonia já começou na Trofa. Durante uma semana passam pela Casa da Cultura local grandes nomes da literatura e cultura portuguesas como António Torrado, Celeste Maia, Elsa Lé, Francisco Fernandes, Glória Bastos, João Caetano, João Craveirinha, José Viale Moutinho.

E como festa sem música não é festa, o Coro dos Meninos Cantores do Município da Trofa abriram o certame cultural, com um concerto, que decorreu sábado à noite, perante uma plateia de largas dezenas de pessoas.

A vencedora do Concurso Literário 2007, Marlene Ferraz marcou presença na abertura da edição 2008 da semana da Lusofonia e agradeceu à autarquia a oportunidade que dá às pessoas de escrever em português e sobretudo para as crianças, através da realização deste concurso. A escritora lembrou ainda as "belas ilustrações que a Fátima (vencedora do prémio de melhor ilustração 2007) fez para o livro e à editora Arca das Letras", fazendo votos para que "este seja o principio de tanto mais".

João Luís Rodrigues, representante da Direcção Regional de Cultura do Norte parabenizou a autarquia " pela realização deste evento, que é de facto notável quanto mais não seja pelo estímulo que constitui para a literatura infantil e para estimular nos mais novos o gosto pela leitura por um lado e por outro, dado o caracter lusófono, permitir que todos os povos de língua portuguesa se possam unir à volta de um evento como este", assegurou.

Na cerimónia de abertura da festa da lusofonia o presidente da Câmara da Trofa, Bernardino Vasconcelos confidenciou sentir " um orgulho enorme nesta iniciativa porque juntam-se aqui de diferentes culturas, diferentes formas de ser, mas com uma língua única que é o português".

Por seu lado António Pontes, vereador da cultura relembrou a importância que esta semana da lusofonia e que o Concurso Literário Nacional da Trofa já alcançaram"e deixou no ar o sonho de transformar este certame num Concurso Internacional", frisou.

Pontes adiantou ainda que até ao final da semana " vamos ter aqui vários escritores de língua portuguesa, escritores de Portugal, de Cabo Verde, de Angola, Moçambique, do Brasil que vão estar aqui na Trofa, a fazer sessões com as crianças e adolescentes das nossas escolas, mas também se vão deslocar ás escolas para poderem trabalhar directamente com os alunos no espaço escola".

Mas não é só de livros escrita e escola que é composta esta iniciativa..

O vereador realçou ainda "os espectáculos de dança, de música, e aguardamos com grande expectativa o concerto de encerramento com o Boss AC, que trará muita gente nova à nossa Casa da Cultura", concluiu.