quant
Fique ligado

Edição 418

Concerto de Páscoa em Santiago de Bougado

Publicado

em

Orfeão Santhyago organizou um Concerto da Páscoa, na noite de sábado, 6 de abril, na Igreja Matriz de Santiago de Bougado.

 Perante uma plateia que encheu a Igreja Matriz de Santiago de Bougado, o Orfeão Santhyago, Orfeão de Gondomar, Coro Paroquial de Santiago e de S. Martinho de Bougado apresentaram o seu repertório musical no Concerto de Páscoa.

Uma atividade que surgiu de “uma ideia” do Orfeão de Gondomar, através de um convite para participar num concerto deles. “Nessa altura ficou mais ou menos programado que iria fazer-se o concerto de Páscoa, mas na Trofa. Ou seja, fomos lá a convite deles e agora eles vinham cá a nosso convite”, contou Jorge Machado, presidente do Orfeão Santhyago.

Inicialmente, o concerto seria dado “só com dois coros”, mas como acharam que “era pouco”, decidiram falar com Bruno Ferreira, pároco de Santiago de Bougado, convidando-o a “estar presente com o Coro de S. Martinho ou de Santiago” de Bougado. “Depois de pensar”, o pároco entendeu que o melhor seria “juntar os dois grupos paroquiais”, formando um só.

João Rocha, presidente do Orfeão de Gondomar, referiu que foi “um prazer” retribuir a visita do Orfeão Santhyago e atuar num “ambiente tão interessante e com pessoas tão interessantes”.

Para o presidente do grupo de Gondomar, é “uma ideia ótima” organizar um encontro entre grupos corais, pois há “sempre um enriquecimento pelas formas diferentes de atuar”, o que é “sempre muito importante”. “Antes do concerto começar, tive a oportunidade de falar com uma das responsáveis pelo Orfeão Santhyago, e ela também achou que é sempre bom podermo-nos encontrar, não só pelo aspeto da atuação em si, como também no que toca ao convívio que as pessoas fazem nesse intercâmbio”, referiu.

Fundado em 1978, o Orfeão Santhyago já fez “para cima de 300 concertos, tanto de Liturgia como de celebrações eucarísticas”, tendo estado presente “em quase todas as cidades” desde Castro Laboreiro até Sagres. O Orfeão também já marcou presença em concertos em Espanha, nas cidades de Salamanca, Badajoz, Vigo, Orense e Pontevedra. Durante “vários anos”, fez parte do Encontro de Coros do Norte de Portugal.

Publicidade
Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 418

Dia dos Monumentos assinalado com protocolo para investigação do Castro de Alvarelhos

Publicado

em

Por

Faculdade de Letras da Universidade do Porto vai investigar o Castro de Alvarelhos. Dia dos Monumentos vai ficar marcado com assinatura de protocolo da instituição com a autarquia da Trofa.

 A Câmara Municipal da Trofa e a Faculdade de Letras da Universidade do Porto vão assinar um protocolo de colaboração para a investigação do Castro de Alvarelhos. É desta forma que a Trofa assinala o Dia dos Monumentos e Sítios, a 18 de abril, quinta-feira.

O protocolo, que vai ser assinado pelas 10.30 horas, na Casa da Cultura, visa a “realização de estudos científicos e de investigação, com vista à divulgação, salvaguarda e valorização deste sítio arqueológico e respetiva zona especial de proteção”.

As comemorações estendem-se a ações de sensibilização acerca do património concelhio nas escolas da Trofa, de 15 a 19 de abril. Estas atividades vão ao encontro do que foi proposto pela Direção-Geral do Património Cultural que estipulou como tema para este ano “Património + Educação = Identidade”.

Para o dia 20 de abril está marcada uma visita guiada aos vários castros que integram a Rede de Castros do Noroeste Peninsular: Alvarelhos, Terroso (Póvoa de Varzim), Monte Padrão (Monte Córdova, Santo Tirso) e Sanfins (Paços de Ferreira). A visita pressupõe uma inscrição prévia, que pode ser feita através do email patrimoniocultural@mun-trofa.pt ou do número 252400090.

Continuar a ler...

Edição 418

Maratona “12 horas Solidárias”

Publicado

em

Por

No dia 20 de abril, o esforço dos que farão exercício físico na Academia Municipal da Trofa (Aquaplace), para além de uma recompensa pessoal, vai ter um sentido solidário.

No Aquaplace, as “12 Horas Solidárias” começam ao meio-dia e os interessados em participar tem que doar, pelo menos, um bem alimentar. Para as aulas de spinning, o “bilhete de entrada” é salsichas, atum ou azeite, enquanto os que preferirem as atividades aquáticas terão que levar arroz, massa, farinha ou bolachas. As aulas de grupo exigem a doação de açúcar, grão-de-bico ou cereais. Os bens recolhidos pela academia municipal serão entregues em várias instituições de solidariedade do concelho da Trofa.

As primeiras aulas começam às 12 horas com aulas de natação, masterclas, spinning, seguindo-se uma hora de regime livre, com insufláveis para os mais pequenos se divertirem.

Para as 14 horas estão agendadas aulas de hidrobike, pilates e ainda a opção regime livre. Das 15 horas às 16 horas, realizam-se aulas de hidrokids, batismo de mergulho, danças de salão, judo kids e body vive.

Pelas 16 horas, segue-se mais uma hora de hidrobike 3/4, batismo de Mergulho, Jump, Kickboxing e Ginástica para alunos com mais de 55 anos. Jogos lúdicos, deep water, uma aula de spinning e ainda uma sessão de step serão outras sessões a decorrer.

Às 18 horas, começam as aulas de hidroduplas, yoga, karaté, localizada e há a opção de regime livre. Pelas 19 horas, inicia-se uma hora de regime livre, uma aula de aqua boot camp e ainda uma aula de body combat e a partir das 20 horas, as aulas são dedicadas ao spinning, hidrobike 5/6, batismo de mergulho, e ainda de body pump.

Às 21 horas começam as aulas de aqua versa, training, batismo de mergulho, mix, judo e ainda killerkilos. Perto do fim, pelas 22 horas decorre uma hora de hidro baile, opção de regime livre e ainda uma aula de ritmos calientes. Para encerrar as 12 horas solidárias, das 23 às 24 horas realiza-se uma mega aula de hidro e ainda atividades em regime livre. 

Publicidade
Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também