Paróquias de Santiago e S. Martinho de Bougado, com a colaboração da Câmara Municipal da Trofa, assinalaram na quarta-feira, dia 27 de março, o Ano da Fé com um concerto coral-sinfónico de Páscoa.

 Um credo em canto gregoriano (idade média), outro em polifonia (o Credo da Missa Papae Marcelli de Palestrina, segundo as exigências do Concílio de Trento), um terceiro do Barroco composto por João Sebastião Bach (o qual faz parte da mais importante Missa de toda a história da Música: a Missa em Si menor) e o credo da Missa “Credo” de Mozart, do período Clássico.

Foi assim que o Coro da Sé Catedral do Porto, “acompanhado” pela Orquestra “Sine Domine” e sob a direção coral e instrumental do Cónego Ferreira dos Santos, apresentou “os quatro credos em quatro linguagens musicais diferentes, quer em estilos, quer em épocas”. Centenas de pessoas não quiseram faltar a esta sessão cultural e marcaram presença na Igreja Nova, em S. Martinho de Bougado.

Luciano Lagoa explicou que o concerto tinha como objetivo “contactar com a arte da música” e, dentro do Ano da Fé, potenciar a celebração da fé “nos quadro credos” que foram interpretados. “Pode dizer-se que a nossa fé foi engrandecida desde os momentos mais contemplativos do credo, em gregoriano ou do credo da Palestrina, até aos momentos mais exultativos do Credo do Mozart e do Credo do Bach. Tivemos aqui de tudo e foi um hino à fé”, acrescentou.

O pároco afirmou ter sido “bom” que o Cónego Ferreira dos Santos se tivesse “lembrado da Trofa” para acolher este concerto, que foi “uma mais-valia” para o concelho e que teve “um significado muito especial”. Para Luciano Lagoa era “importante marcar a vida cultural e litúrgica da cidade da Trofa”. “Além das outras realizações, tivemos a oportunidade de neste Ano da Fé e nesta ocasião da Semana Santa contactar com estes hinos de fé ao Criador”, salientou.

Luciano Lagoa acredita que “se houver boa vontade de algumas forças vivas (empresas)”, consegue-se fazer “coisas muito interessantes e importantes para a vida cultural” do concelho. “A igreja, mas também outras associações, devem pugnar pela vida cultural e se realmente houver uma conjugação de vontades e capacidade acho que todos saímos a ganhar”, denotou.

Na organização do concerto, as paróquias da cidade da Trofa contaram com o apoio da Câmara Municipal da Trofa. Joana Lima, presidente da autarquia, felicitou o “Coro da Sé, na pessoa do senhor Cónego Ferreira dos Santos”, pelo “grande concerto” que proporcionaram. “É uma honra para os trofenses poder assistir a um concerto com esta qualidade. É com muito gosto que nós, Câmara Municipal da Trofa, nos associamos a este grande concerto de Páscoa, para podermos assim presentear todos os trofenses com este magnífico concerto”, finalizou.

O Coro da Sé Catedral do Porto é constituído por “cerca de 53 elementos” e a Orquestra “Sine Domine” por 27, contando com alguns instrumentos barrocos e quatro solistas: Ana Maria Pinto (soprano), Ana Calheiros (mezzo-soprano), Hélder Bento (tenor) e Job Tomé (barítono).

Fundado pelo Cónego Ferreira dos Santos, a 1 de março de 1971, o Coro da Sé Catedral do Porto, vocacionado para a música sacra da história da cultura europeia e da atualidade, tem-se afirmado como o grande Coro de Música Sacra português, nestes últimos 42 anos, tendo apresentado, no País e no estrangeiro, algumas das mais importantes criações musicais da história da música do passado e contemporânea (europeia e portuguesa).

Recorde-se que António Ferreira dos Santos é natural da Trofa, da freguesia de Guidões, e é Cónego da Sé do Porto e comendador (de Portugal e da Alemanha), assumindo-se como uma figura carismática da diocese portuense, da igreja da Lapa e da música portuguesa. Pelo seu percurso notável no campo da Música Sacra recebeu, em novembro de 2012, nas Cerimónias do 14º Aniversário do Município da Trofa, o Galardão Municipal – Medalha de Mérito Cultural – Grau Ouro. 

Bispo do Porto vai estar em S. Martinho a 14 de abril

Luciano Lagoa declarou ainda que a Vigararia Trofa/Vila de Conde está “em caminhada” para as Jornadas Vicariais da Fé, que se realizam nos dias 13 e 14 de abril. A primeira sessão será em Mindelo, Vila de Conde, na noite do dia 13, encerrando, no dia seguinte, na Igreja Nova, em S. Martinho de Bougado, onde vão estar presentes D. Manuel Clemente, Bispo do Porto, e D. Pio Alves, Bispo Auxiliar do Porto. Esta iniciativa será “um marco muito importante” para a Vigararia Trofa/Vila do Conde.