Foram reagendadas para setembro as comunhões em Santiago de Bougado, sem, porém, estarem alheias a futuras orientações em contrário, perante o cenário de pandemia que Portugal vive atualmente.

O pároco de Santiago de Bougado, Bruno Ferreira, decidiu, depois de reunir com os catequistas da paróquia, reagendar as comunhões para o mês de setembro. O anúncio oficial foi feito na eucaristia de domingo (26 de abril), realizada na Capela de Nossa Senhora do Desterro, em Bairros, e transmitida em direto pela TrofaTv.

As comunhões que, inicialmente, estavam marcadas para início de junho foram, então, reagendadas para os dois últimos domingos de setembro. No dia 20 realiza-se a primeira comunhão, no dia 27 a profissão de fé.

“Esperamos que toda a situação se desenvolva para que assim possamos fazer”, sublinhou Bruno Ferreira, ressalvando que a efetiva realização das celebrações está dependente da evolução da pandemia no país e das orientações das autoridades de saúde e diocese.

Por outro lado, foram canceladas as festas da paróquia que ocorreriam até junho, ou seja, em honra de Nossa Senhora do Rosário, Corpo de Deus e S. Pedro da Maganha. “Tudo o que implicar celebração com aglomeração de pessoas e também manifestação pública ou procissões fica cancelado. Pedimos a compreensão de todos”, atestou o pároco.

Quanto às celebrações eucarísticas semanais, o pároco referiu que “os senhores bispos, após o término do Estado de Emergência, vão dar novas indicações sobre o regresso às reuniões, certamente com condicionamentos e cuidados a ter, para que, normalmente, possamos voltar aos ritmos de então”.

Quanto à catequese, Bruno Ferreira pediu “ajuda” aos pais para que, recorrendo aos conteúdos religiosos e plataformas que existem na internet, “deem catequese aos filhos em casa”.