Select Page

Como poupar no seu seguro de vida associado ao crédito habitação

Como poupar no seu seguro de vida associado ao crédito habitação

Em regra, a celebração de um contrato de crédito habitação está subordinado à contratação de um seguro de vida, sendo uma exigência do banco. Também para o consumidor este é um tema de especial importância, uma vez que estará a transferir para uma companhia de seguros a responsabilidade pelo pagamento do montante em dívida em caso de sinistro. Atualmente, o consumidor tem liberdade para contratar o seguro junto de uma seguradora da sua preferência, pelo que poderá procurar empresas especialistas na mediação de seguros do ramo vida, que lhe apresentarão as melhores soluções de acordo com o seu perfil, podendo desta forma garantir as melhores coberturas ao melhor preço do mercado.

Importa também referir que durante a vigência de um contrato de crédito, o consumidor tem o direito a substituir o seguro de vida, que tenha celebrado como garantia do contrato de crédito, por um novo seguro com melhores condições e melhor preço, obtendo elevadas poupanças.

Este artigo visa esclarecê-lo sobre como tomar a melhor decisão no momento de escolher o seu seguro de vida ou de o substituir pelo de uma seguradora independente.

O que é o seguro de vida crédito habitação?
O seguro de vida associado ao crédito habitação visa garantir o risco de morte ou invalidez em consequência de doença ou acidente, assegurando o pagamento do crédito habitação junto do beneficiário irrevogável (banco credor).

Quais as coberturas dos seguro de vida crédito habitação?
Os seguros de vida não são todos iguais, distinguem-se entre eles pelas coberturas e garantias.
O seguro de vida tem como cobertura principal a morte da pessoa segura, seja por acidente ou doença, situação em que o segurador paga o capital seguro previsto nas condições particulares.
Como coberturas complementares encontramos Invalidez Absoluta e Definitiva (IAD) e Invalidez Total e Permanente (ITP). É muito importante conhecer as diferenças entres estes dois conceitos, uma vez que existem milhões de contratos de seguro associados ao crédito habitação sem a cobertura de ITP, pelo que não garantem o pagamento do capital seguro em caso de invalidez, significa isto que a pessoa segura terá de continuar a pagar a sua casa ainda que confrontada com uma invalidez total e permanente.
Considera-se Invalidez Absoluta e Definitiva (IAD) uma invalidez por acidente ou doença, sem possibilidade de recuperação, que incapacite a pessoa segura para o exercício de qualquer atividade remunerada, necessitando do apoio de terceiros para suprir as suas necessidades básicas. Normalmente, associamos a Invalidez Absoluta e Definitiva ao estado vegetativo da pessoa segura.
A cobertura de Invalidez Total e Permanente (ITP) é muito mais abrangente pois pode ser acionada a partir do momento em que a pessoa tenha uma incapacidade por acidente ou doença, superior a 60%. No mercado, nem todas as seguradoras abrangem a ITP a partir de 60%, mas é uma opção cada vez mais comum nas seguradoras de vida. Ainda neste âmbito, é possível ter a cobertura para todas as profissões ou profissões equiparadas ou só para a profissão.
A par das coberturas, é importante analisar as exclusões. Participação em provas desportivas ou treinos que envolvam veículos motorizados normalmente estão excluidos, assim como a prática de várias atividades, como por exemplo artes marciais, motonáutica, descida em rappel ou slide, tauromaquia, entre outras.

Sabe que pode substituir o seu seguro de vida sem agravar o spread?
Para proteção dos clientes, foi publicado o Decreto-lei n.º 222/2009, que dá a possibilidade ao cliente de contratar o seguro de vida junto de uma seguradora da sua preferência ou de substituir o seguro de vida que tenha celebrado aquando de contrato de crédito habitação, por um novo contrato de seguro que lhe ofereça melhores condições em termos de coberturas e preço. Recorrendo a um especialista na área, terá o apoio necessário para analisar o sua situação em concreto de forma independente, sem que lhe seja cobrado qualquer valor por isso.

Quais as variáveis que contribuem para o cálculo do prémio do seguro de vida?
As variáveis mais importantes para o cálculo do prémio são o capital em dívida, a idade das pessoas seguras, o estado de saúde e a profissão. Quanto maior o capital maior o risco da seguradora, quanto maior a idade maior a probabilidade de acontecer um sinistro, também profissões mais gravosas apresentam um maior risco para a seguradora, pelo que o prémio será maior. Em caso de doença ou pré-existências poderá haver agravamento do valor do prémio ou exclusão das situações de risco.

Como evolui o prémio ao longo do contrato?
A evolução do prémio do seguro ao longo do contrato é um aspeto muito importante a analisar no momento de contratar o seguro de vida. Cada companhia de seguros tem a sua abordagem ao mercado, assim, seja um seguro novo ou a substituição do seu seguro por outro, deverá pesar o volume total dos prémios ao longo de todo o contrato, de outra forma pode ver-se confrontado com uma realidade pouco agradável. Em alguns casos, tarifas mais baixas nos primeiros anos acabam por revelar-se bastante caras ao longo do contrato.
Um número bastante significativo de seguros de vida são realizados por intermédio das entidades bancárias aquando da contratação do financiamento e nesses casos podemos dizer que o cliente se poderá ver confrontado com uma “bomba-relógio”, ou seja, com a evolução do contrato e com o envelhecimento das pessoas seguras, o prémio irá evoluir de forma descontrolada. É também bastante comum nos seguros feitos por intermédio das entidades bancárias, que as coberturas sejam apenas morte e invalidez absoluta e definitiva, ficando os clientes completamente desprotegidos caso se vejam confrontados com uma incapacidade, acresce que por norma apesar das fracas coberturas pagam prémios elevados.

Como é avaliado o estado de saúde das pessoas seguras?
Grande parte das seguradoras do ramo vida não exigem a realização de exames médicos, é apenas solicitado ao cliente o preenchimento de um questionário médico ou uma entrevista telefónica. Existem naturalmente situações em que a seguradora pede a realização de exames médicos, tal acontece a partir de determinada idade da pessoa segura e quando estamos perante capitais bastante elevados, neste ponto a exigência das seguradoras é mais ou menos homogénea.

Como conseguir o seguro de vida com melhor relação entre coberturas e preço, para o seu crédito habitação?
Por desconhecimento ou comodidade, grande parte dos clientes acaba por subscrever o seguro de vida junto da instituição financeira onde está a contratar o crédito habitação, mas em regra os bancos não têm a melhor oferta nem a mais competitiva, trabalham apenas com uma companhia de seguros sem possibilidade de escolha ou comparação.
Será sempre recomendado recorrer a especialistas na área para obter aconselhamento especializado e independente. Numa situação de substituição do seguro de vida por outro com melhores coberturas e melhor preço, a empresa especialista na mediação de seguros de vida fará todo o trabalho por si sem que pague qualquer valor por isso.
Recorrendo a aconselhamento especializado poderá obter poupanças na ordem de 60% quando comparado com o seguro feito junto da instituição de bancária. Significa isto que para além de melhores coberturas poderá poupar centenas de euros anualmente e milhares de euros ao longo do contrato.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Categorias de produto

  • Não existem categorias de produtos.

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização