Orçamento ronda os 150 mil euros

Comissão de festas em honra de Nossa Senhora das Dores, liderada por Tomé Carvalho, já está a preparar as festas religiosas. Este ano, as festividades vão decorrer junto à antiga estação da CP.

Este ano, o lugar de Mosteirô é o responsável pela organização das festas em honra de Nossa Senhora das Dores, em S. Martinho de Bougado. Com as obras de requalificação a decorrer nos parques Nossa Senhora das Dores e Doutor Lima Carneiro, a comissão de festas, liderada por Tomé Carvalho, escolheu a antiga estação da CP, para acolher grande parte das festividades.

Para o presidente da Comissão de festas, este novo local parece-lhe que “vai ser bom” e que “o povo vai gostar”. Mas, antes disso, os elementos da comissão tem um trabalho “muito grande para fazer” para que o local esteja pronto a acolher as festas. Tomé Carvalho avança que a animação está “garantida” e que o Bar da Capela, que fechou no domingo, vai ser transferido para o edifício da antiga estação.

O presidente da comissão acredita que a alteração do local das festas deste ano será positiva, esperando que corra “tudo bem” e que, no final, a comunidade diga que esta foi uma “boa ideia”.  “Eu vou acreditar que tal como aconteceu o ano passado na ExpoTrofa, onde toda a gente dizia mal e acabou por ser um êxito, também com a alteração do local das festas vai ser a mesma coisa”, denotou.

Com um orçamento a “não passar dos 150 mil euros”, o programa das festas vai manter-se nos “mesmos moldes”, pois fica “mais económico”. Este ano, a cabeça de cartaz é o Toy e a sua banda, que vai atuar pelas 22 horas do dia 16 de agosto. Entretanto no dia 13 de agosto decorre o espetáculo da Orquestra Salsa Rosa e, nos dias seguintes, atuações de bandas de música e cavaquinhos. Haverá ainda a 4ª edição do Festival da Canção, a 3ª do Concurso de Bandas de Garagem e o Festival de Fados. Uma das coisas que gostava de fazer caso “o dinheiro sobrasse” era trazer “um artista de renome” para a ExpoTrofa.

Apesar de as obras de requalificação nos parques Nossa Senhora das Dores e Doutor Lima Carneiro estarem a decorrer na altura das festas, Tomé Carvalho garante que estão reunidas as condições para a realização da procissão nos moldes tradicionais. “Foi prometido a nós (comissão de festas), ao senhor padre (Luciano Lagoa) e à senhora presidente da Câmara (Joana Lima), que estaria tudo mais ou menos pronto para passar a procissão. A população que fique descansada que ela vai fazer exatamente a mesma volta que deu no ano passado e sempre”, frisou.

As expectativas da comissão de festas são “grandes”, estando “esperançados que a mudança ao fim e ao cabo vai ser boa”.

Tomé Carvalho alerta ainda as coletividades e empresas que estejam interessadas em adquirir um stand na ExpoTrofa, que decorre de 6 a 14 de julho, para se inscreverem até ao final do mês de junho, através do contacto 919 101 081.

Festa do Espírito Santo superou expectativas

Um grupo de zés pereiras anunciou na manhã de sábado, pelas ruas da freguesia, as celebrações em honra do Divino Espírito Santo, que foi a primeira atividade organizada pela comissão de festas. Enquanto no sábado houve a atuação da Banda de Música da Trofa, no domingo celebrou-se uma missa solene em honra do Divino Espírito Santo.

A “grande surpresa” foi a realização da segunda edição da Festa da Cereja, que não estava previsto devido ao preço deste fruto. “Duzentos quilos” deste produto tão apetitoso foram “bem vendidos rapidamente”. Apenas não foi possível a realização do merendeiro com danças e cantares à moda antiga, protagonizada pelos ranchos do concelho, devido às condições apresentadas.

No balanço da realização desta iniciativa, Tomé Carvalho lamentou o acesso às celebrações que “não foi muito bom”, devido às “regras de segurança” das obras de requalificação dos parques. No entanto, o presidente da comissão salientou a presença “de muita gente”. “O balanço não foi tão negativo como eu pensava, para ser sincero”, concluiu.