O Clube Académico da Trofa (CAT) está em contagem decrescente para o início do campeonato da divisão A1 de voleibol feminino. Equipa quer renovar campeonato e Taça de Portugal.

A ambição está renovada para mais uma época que se aproxima. Depois de apresentar a equipa sénior na iniciativa Viver Trofa, que decorreu no fim-de-semana, o CAT não perdeu tempo e começou a testar o novo plantel no Torneio de Voleibol Feminino do Município da Trofa. O Leixões, o Ginásio de Santo Tirso e o Boavista também participaram e o treinador Manuel Barbosa pôde avaliar o trabalho da equipa trofense que vai lutar pelo campeonato e pela Taça de Portugal.

Na apresentação dos equipamentos e das caras que farão parte do plantel, Manuel Barbosa afirmou ao NT/TrofaTv que os objectivos se mantêm: “Queremos, como nos outros anos, lutar pelo campeonato e pela Taça e dignificar o nome do clube e do concelho”.

O técnico não espera facilidades numa temporada em que o CAT é, indiscutivelmente, o alvo a abater. O Ribeirense vai continuar a ser o adversário mais temido pelas trofenses, já que esta temporada voltou a reforçar-se para tirar o ceptro ao campeão. Depois, seguem-se o Gueifães – com uma equipa composta por portuguesas -, o Sports Madeira e o Clube K. Estas serão as equipas que lutarão para entrar na segunda fase do campeonato que só terá lugar para quatro.

Este ano, o CAT teve que se conter na despesa, no entanto o treinador não acredita que os orçamentos se sobreponham à qualidade das equipas. “No nosso pensamento não são os orçamentos que dão vitórias, mas sim a qualidade e a vontade que as jogadoras têm. E ao longo destes anos provámos que, com orçamentos menores, conseguimos excelentes resultados”, frisou.

O presidente do clube, Mário Moreira, também se mostrou confiante no sucesso da equipa este ano, considerando que o CAT “é um sério candidato” à revalidação do título de campeão e da Taça de Portugal.

O responsável máximo pelo clube está ciente que a equipa pode encontrar dificuldades, no entanto mantém a convicção de que a equipa “vai fazer uma excelente época”.

Catarina Costa é uma das atletas mais antigas da equipa e também acredita que, apesar de outros clubes se terem reforçado, o CAT tem todas as condições para renovar o título. “Nós temos um título a defender e isso dá-nos sempre outra motivação”, afirmou.

Quanto ao plantel “foi o que a equipa técnica decidiu” e “se está fechado é com elas que o CAT vai jogar e é com elas que vai ganhar”, asseverou. Simone, ex-Piracicaba (Brasil), é uma das principais entradas na equipa esta época.

O campeonato de voleibol da Divisão A1 começa a 10 de Outubro, este domingo, com o Clube Académico da Trofa a receber o Ginásio de Santo Tirso, pelas 17 horas, no pavilhão desportivo de S. Romão do Coronado.

 

Forte aposta nas camadas jovens

Mas nem só a equipa sénior vai ser o pilar do clube. Treinador e presidente consideram que esta será a época de afirmação das camadas jovens. Enquanto Mário Moreira afirma que já esta temporada o CAT poderá “dar muitas alegrias ao nível da formação”, Manuel Barbosa apelou a todas as jovens que quiserem praticar voleibol que se dirijam ao Colégio da Trofa nos dias dos treinos, às terças-feiras (19.30 horas) e quintas-feiras (20.45 horas) ou sábados (11 horas), no caso do escalão de minis, dos 8 aos 12 anos.

No final da temporada, a direcção espera ter cerca de 120 atletas do concelho a jogar no clube.

 

Presidente do IDP elogia CAT

No domingo, o presidente do Instituto do Desporto de Portugal, (IDP) Luís Sardinha, esteve em S. Romão do Coronado e não deixou de se associar à homenagem feita pela autarquia ao CAT. O responsável pelo IDP conhece bem a realidade do voleibol em Portugal – já foi jogador e treinador – e afirmou que “com muito gosto” se associou à homenagem “de uma equipa que tem sido campeã nos últimos anos”.

Luís Sardinha também não quis deixar de “dar os parabéns à Trofa por ter sabido apoiar esta equipa e de alguma forma contribuir para que outros clubes sejam sempre este nível elevado de competição, para que os títulos não sejam somente para os chamados clássicos”.

Esta homenagem foi promovida pela autarquia, que no mesmo dia, juntamente com o presidente do IDP, também participou nas comemorações do 80º aniversário do Clube Desportivo Trofense.