A CIOR entregou 500 certificados a adultos que concluíram a formação no Centro Novas Oportunidades. Iniciativa estava integrada nas comemorações do 20º aniversário da escola profissional.

A vida também é feita de novas oportunidades. Esta tese parece ser seguida, religiosamente, pela CIOR, que já certificou 1600 adultos. Desses, 500 viram validadas as suas experiências de vida no desafio que “abraçaram” no Centro Novas Oportunidades da escola profissional, sediada em Vila Nova de Famalicão, na sexta-feira, 1 de abril.

A cerimónia de entrega de certificados de conclusão do 9º e 12º ano de escolaridade decorreu no grande auditório da Casa das Artes e teve honras de presença de Isabel Alçada, ministra da Educação, que elogiou a coragem dos formandos e a eficiência da escola profissional. “A CIOR tem contribuído decisivamente para o aumento da formação nas áreas profissionais e criar perspetivas para aumentar a formação em áreas emergentes da nossa economia, estreitar o relacionamento entre a formação e o mercado de trabalho e reforçar uma nova atitude da nossa sociedade perante formações qualificantes”, afiançou.

Para Isabel Alçada, “os Centros Novas Oportunidades representam uma mudança de paradigma no desenvolvimento de Portugal”. “O ensino profissional permitiu diversificar a oferta formativa, valorizar o saber fazer e o conhecimento. As escolas e as comunidades educativas responderam a este novo paradigma, estimularam a aprendizagem e, simultaneamente, promoveram, e estão a promover, o capital humano que o nosso país e a nossa economia tanto necessitam”, frisou.

Para Amadeu Dinis, diretor da CIOR, a presença de Isabel Alçada significa a “valorização desta cerimónia”. No discurso, o responsável assegurou que “o CNO da CIOR não é mais um” dos que proliferam pelo país: “É diferente e inovador nas dinâmicas, nas estratégias e nos resultados alcançados”.

O presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Armindo Costa, também sublinhou os 20 anos de sucesso da escola: “A CIOR está duplamente de parabéns. Está a comemorar 20 anos ao serviço do ensino profissional e está a afirmar-se como um dos principais Centros Novas Oportunidades do concelho”.

O autarca também não deixou de enunciar a aposta do município na educação. “Só este ano recebemos um investimento global de 40 milhões de euros em escolas dos ensinos pré-primário, básico e secundário”.

No entanto, salvaguardou, “este investimento deixará de ter sentido se não formos capazes de ter uma escola a tempo inteiro, com professores e funcionários preparados e motivados para cuidar das nossas crianças e dos nossos jovens”.

Não só de distinções de Novas Oportunidades se fez a comemoração dos 20 anos da CIOR. Amadeu Dinis destacou a conferência, que também se realizou a 1 de abril, “onde houve um discurso otimista em relação ao futuro dos jovens, no qual se valorizaram as suas potencialidades, ao contrário do discurso lamechas que se tem ouvido nos últimos tempos”.

A escola viu ainda as suas práticas serem reconhecidas com a certificação, pela empresa SGS, da norma ISO 9001: Sistema de Gestão da Qualidade.

Na cerimónia também estiveram presentes António Leite, diretor regional de Educação do Norte, e Luís Capucha, presidente da Agência Nacional para a Qualificação.

As comemorações do aniversário da CIOR estão inseridas na Quinzena da Educação promovida pela Câmara Municipal de Famalicão.