Afonso Azevedo é o nome do ciclista de 23 anos, natural da Trofa, que veste a camisola da LA/MSS (União Ciclista da Maia) e que vai participar na 69ª edição da Volta a Portugal em Bicicleta, que vai partir do Algarve em direcção ao Norte. Começa no dia 4 com um prólogo em Portimão e termina no dia 15 de Agosto com um contra-relógio de 38,8 kms em Viseu, passando pela cidade de Santo Tirso na quarta e mais longa etapa da competição.

 Os 162 ciclistas de 18 equipas de sete nacionalidades diferentes vão percorrer 1.600 quilómetros, divididos por um prólogo e 10 etapas, que terão o seu ponto mais alto nos dias 11 de Agosto, com a chegada ao alto da Senhora da Graça, em Mondim de Basto, e 14 de Agosto, com a meta final instalada no Alto da Torre, na Serra da Estrela. De entre os 162 atletas há um que desperta especial curiosidade aos Trofenses. Chama-se Afonso Azevedo (trepador) o atleta que veste a camisola da LA/MSS (União Ciclista da Maia) e é natural da Trofa, freguesia de Santiago de Bougado.

Com apenas 23 anos Afonso Azevedo tem vindo a areecadar lugares de topo nas diferentes provas em que já participou. Em 2004 o ciclista venceu o G.P. Montanha Troféu Millenium, foi terceiro no G.P. E Leclerc, alcançou a oitava posição no Campeonato Nacional de Estrada e foi decimo no Troféu RTP. Já em 2005 Afonso Azevedo foi primeiro em algumas etapas da Volta a Portugal do Futuro e em 2006 foi segundo no Campeonato Nacional de Estrada Sub. 23 e terceiro no G.P. Abimota.

 

Volta em Santo Tirso

 

A Câmara Municipal de Santo Tirso vai apoiar a chegada da 4ª Etapa – dia 8 de Agosto, pelas 17 horas, no Alto do Monte de Nª Sª da Assunção – da 69ª Volta a Portugal em Bicicleta. Trata-se da mais longa etapa da Volta ao ligar as cidades da Guarda e de Santo Tirso, na distância de 222,1 kms.

Para o Director Desportivo da Volta, Joaquim Gomes, esta é "a etapa surpresa da 69ª Volta a Portugal EDP em Bicicleta! Não só pela sua longa extensão mas pelo final em que, ao contrário da última visita a Santo Tirso, não será concluída na sua principal avenida mas no Monte de Nª Sª da Assunção". Confrontado com a questão de saber como é que o pelotão vai abordar os instantes finais da etapa depois de 210 quilómetros nas pernas, Joaquim Gomes adianta: "Eu diria que será o primeiro ponto decisivo da prova e os principais favoritos terão de marcar presença na frente se quiserem mesmo fazer parte do lote dos eleitos à vitória na volta de 2007. Acredito que depois desta descoberta e de concluída a etapa no alto de Nª Sª da Assunção, o ciclismo português poderá desfrutar de mais um local para terminar etapas em qualquer prova".

A 4ª Etapa da Volta (Guarda – Stº Tirso – 222,1 Kms), a mais longa da 69ª Volta a Portugal EDP em Bicicleta arranca da cidade da Guarda ao meio dia, passando por Trancoso onde aparece a primeira Meta Volante do dia. A subida ao Alto de Carneiro de 2ª categoria é, em termos de relevo orográfico, a principal dificuldade nesta ligação que vai passar também por Amarante onde haverá, ao km 160, uma nova Meta Volante. Apesar de a etapa terminar em Santo Tirso, o pelotão irá, antes de cruzar a linha de chegada, passar pelo centro da cidade e nesse momento faltará qualquer coisa como 10 quilómetros para a meta. O percurso que a caravana terá ainda pela frente será um outro novo ponto de interesse desta edição da Volta. Trata-se da dificílima subida ao alto de Nª Sª da Assunção, em Santo Tirso, onde a chegada deverá acontecer às 17h15.

 

As 15 etapas da volta que, mais uma vez, não vai passar no distrito de Santarém, são: Dia 4 de Agosto, Prólogo, Portimão – Portimão, 6,8 km; Dia 5, Portimão – Beja, 196 km; Dia 6, Vila Viçosa – Castelo Branco, 169 km; Dia 7, Idanha-a-Nova – Gouveia, 176 km; Dia 8, Guarda – Santo Tirso, 222 km; Dia 9, Felgueiras – Fafe, 167 km; Dia 10 descanso; Dia 11, Celorico de Basto – Mondim de Basto, 143 km; Dia 12, Lixa – Gondomar, 168 km; Dia 13, Aveiro – São João da Madeira, 157 km; Dia 14, Oliveira do Bairro – Torre, Serra da Estrela, 154 km; Dia 15, contra relógio individual, Viseu – Viseu, 38,8 km.