O Chega apresentou candidatos a todos os órgãos autárquicos do concelho. Na tarde de sábado, dia em que também foi inaugurada a sede do partido, na Rua D. Pedro V, foram conhecidos os nomes que vão avançar pelo Chega às assembleias de freguesia, Câmara e Assembleia Municipal.
Rui Pedro Costa foi o nome escolhido pelo partido para a corrida à Câmara Municipal. No discurso de apresentação, perante militantes e simpatizantes do Chega, quis salientar que encabeça uma candidatura “suprapartidária”, porque quer que “as pessoas coloquem acima de tudo os interesses do concelho da Trofa, independentemente das suas convicções políticas”. “Aqui trata-se mais de escolher e votar num projeto do que, propriamente, num partido político”, sublinhou, na breve intervenção, em que resumiu a razão pela qual se apresenta a eleições: “Melhorar o concelho da Trofa”.
O candidato defende, “essencialmente”, para a Trofa uma “nova dinâmica, novo ritmo, novo empenho e grande dedicação”, priorizando a “estabilidade política para poder concretizar os anseios e necessidades da população”.
“Há muito para aprender, muitas barreiras para ultrapassar, mas vou contar com todos os que manifestem vontade firme de me ajudar, de me ensinar, de me alertar, de apoiar, no fundo, vou contar com todos os que querem participar e contribuir para a afirmação e engrandecimento do concelho da Trofa”, afiançou.
Com a ambição de ser “um polo de união e não de divisão”, Rui Pedro Costa manifestou desejo de ver a população a votar “massivamente” no dia 26 de setembro, contribuindo, assim, para “o início de um novo ciclo para a Trofa”.
“Não vou fazer promessas vãs e fáceis só para ter votos, porque não sei se as vou poder cumprir. Sei de algumas necessidades do concelho e gostaria de poder resolver uma grande parte desses problemas”, assinalou, sem, no entanto, concretizar os projetos concretos que delineou para o mandato.
“Algo que eu posso prometer de forma consciente a todos os trofenses é trabalho, dedicação, empenho e lealdade para poder levar a cabo a concretização dos anseios e das necessidades da população, por isso faço-vos um apelo em nome da estabilidade política e para bem da Trofa, a todos os que decidirem manifestar a sua confiança expressa pelo seu voto, tenho a certeza que todos podemos dar uma nova vida ao concelho da Trofa”, concluiu.
Hélder Couto é o candidato do Chega à Assembleia Municipal da Trofa. Já para as freguesias avançam Hermes Xavier (Covelas), Abel Geraldes (Coronado), Cláudio Neves (Muro), Cecília Carneiro (Alvarelhos e Guidões) e José Carlos Carneiro (Bougado).