Quinta de S. Romão foi o local de partida da excursão de cerca de 200 seniores da freguesia do Coronado, que foram conhecer o Centro Histórico do Porto.

O antigo Mercado Ferreira Borges, no Porto, serviu de pano de fundo para um almoço de confraternização, depois de “cerca de 200 seniores” terem viajado em carros antigos desde a freguesia do Coronado até ao Centro Histórico do Porto. No final, os seniores trofenses visitaram alguns locais históricos e emblemáticos da cidade portuense.
Para “ver como era” o passeio, Augusta Vaz “decidiu participar” e achou “agradável” o passeio. Também Conceição Leite gostou “muito” da experiência, adiantando, entre risos, que “o carro era pequeno e não dava para esticar a perna”. Já Maria Augusta declarou que foi “a primeira vez” que participou num passeio do género e ficou “a gostar”.

José Ferreira, presidente da Junta de Freguesia do Coronado, contou que a organização deste passeio turístico foi “muito simples”, tendo contactado “em primeiro lugar as instituições que trabalham com a terceira idade”, como a ASCOR, Casa do Vau e Centro Paroquial de S. Mamede, e depois aberto “algumas inscrições”, até chegar ao “limite de 200 pessoas”. “É sempre muito complicado gerirmos esta questão, mas penso que foi pacífico e numa próxima outras pessoas que não vieram poderão participar noutras iniciativas do género”, adiantou.

O edil coronadense denotou que estas iniciativas “demonstram e provam que as pessoas gostam e precisam do convívio, conhecimento e participação”, cabendo à Junta “dar-lhes a oportunidade de passearem e conviverem com pessoas da mesma geração”.

Também António Fonseca, presidente da União de Freguesias do Centro Histórico do Porto (Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória), acha que se “pode partilhar todos os conhecimentos que se tem das freguesias com os seniores”, tendo escolhido a “zona histórica do Porto”, como o antigo Mercado Ferreira Borges, o Rio Douro e a Ribeira, o Palácio da Bolsa, os Clérigos e o Museu da Fotografia. “Para nós, é gratificante este encontro, porque, tal como José Ferreira, as minhas preocupações são as pessoas e, por isso, estamos a levá-las a ver locais que provavelmente nunca tinham visto”, referiu.

Já Fausto Silva, coordenador do Gabinete de Ação Social da Junta de Freguesia do Coronado, contou que esta ideia de dinamizar o Turismo Sénior surgiu com o intuito de “promover o envelhecimento ativo”, tendo apresentado “a ideia” aos presidentes das juntas de freguesia do Coronado e Centro Histórico do Porto. “Os objetivos passam por mostrar às pessoas que ainda não estão mortas e podem andar nos carros da época deles e virem ao Porto que está completamente modificado. Muitos deles conheceram o Porto antigo e agora que estão a vê-lo moderno estão a achar giríssimo”, frisou.