Numa sessão dinamizada no auditório da Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado, na terça-feira, dia 4 de junho, a Câmara da Trofa entregou certificados a cerca de 120 formandos de informática.

 Cerca de 120 formandos receberam um certificado por terem concluído o curso de informática, dinamizados durante o ano de 2012.

A vontade de aprenderem mais levou os adultos a inscreverem-se neste curso, desenvolvido pela Câmara da Trofa, através do Projeto Integr@r, que teve como objetivo “proporcionar aos participantes conhecimentos básicos de informática, tornando os seus tempos livres mais agradáveis e sociáveis, compartilhando ideias e contactos com familiares e amigos e tudo à distância de um clique”. O primeiro nível abordou os “conceitos básicos de introdução à informática, focando essencialmente o programa Word (editor de texto)”, enquanto o segundo nível “procurou aprofundar conhecimentos e introduzir a utilização da internet”.

 

Maria Ortiga decidiu inscrever-se neste curso para “desenvolver um bocadinho a memória”, para aprender a trabalhar com um computador e para se “distrair um bocadinho”. Já no caso de Benvida Queirós, foi a filha que a inscreveu, tendo aprendido “muitas coisas”. O formando mais velho do grupo é Bernardino Ferreira, que decidiu “há cerca de cinco anos”, participar neste projeto graças à sua “curiosidade”, tendo vindo a constatar que este curso “é maravilhoso e mudou completamente” a sua vida. Foi “o ano passado” que Adriano Caldas começou a participar neste projeto, por ter “vontade de aprender a mexer nas novas tecnologias”, tendo já aprendido a trabalhar com o word e a entrar na internet. Por saber que ainda desconhece “muita coisa”, Adriano Caldas pretende continuar a “aprender mais”.

À medida que iam sendo entregues os diplomas, os formandos iam expressando o seu desejo: que “nunca deixassem morrer o projeto”, pois como “transformou” as suas vidas, também podia “transformar a dos outros”.

Em resposta, Joana Lima, presidente da Câmara Municipal da Trofa, asseverou que, no “âmbito da candidatura da requalificação dos Parques Nossa Senhora das Dores e Doutor Lima Carneiro”, já está a decorrer “um processo para se fazer o nível seguinte” do curso de informática, para que os formandos possam sentir-se “mais realizados e com a auto-estima mais elevada”.

A edil trofense constatou a “felicidade estampada nos rostos” dos formandos, prova de que para eles foi “importante o que aprenderam”. “A informática é uma coisa bonita e uma boa ferramenta para as pessoas terem alguma autonomia para poderem comunicar com os familiares que estão longe”, concluiu.

Este curso de informática sénior surge através do projeto Integr@r, no âmbito dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social, numa parceria com a CAID – Cooperativa de Apoio à Integridade do Deficiente.