procissão-em-Santiago-101

Paróquia de Santiago de Bougado assinalou no sábado, dia 1 de junho, o encerramento do mês de Maria com uma procissão de velas. Confraria de Nossa Senhora do Rosário apresentou imagem da santa, restaurada, que foi benzida pelo Padre Bruno Ferreira.

Milhares de velas iluminavam o caminho onde os tapetes feitos de muitas flores cobriam as ruas, por onde haveria de passar a imagem de nossa senhora de Fátima. Muitas centenas de bougadenses, unidos pela fé, pela devoção e pelo bairrismo começaram semanas antes a preparar a procissão de encerramento do Mês de Maria, assinalado através da procissão de velas, que percorreu algumas ruas das aldeias de Cedões, Trofa Velha e Lagoa, desde a Capela de Santa Luzia até à Igreja Matriz de Santiago de Bougado.

O encerramento do mês de Maria foi a primeira atividade da festa em honra de Nossa Senhora do Rosário e que, segundo António Costa, tesoureiro da Confraria, correu “bastante bem”. “Todo o trajeto desde a Capela de Santa Luzia até à Lagoa estava muito bem enfeitado”, denotou.

 

Opinião partilhada por Bruno Ferreira, pároco de Santiago de Bougado, que fez um balanço “muito positivo”, tendo realçado a “adesão das pessoas que foi impressionante”. “Estivemos 20 minutos dentro da igreja a ver as pessoas a entrar para verem as duas sacristias. É nestes momentos finais que temos a perceção que quando a comunidade se junta, está toda unida e motivada”, afirmou.

Uma das grandes vocações da Confraria de Nossa Senhora do Rosário foi restaurar a imagem da Santa, com cerca de 300 anos, que estava “bastante danificada” e guardada no “museu” da paróquia de Santiago. Além dos dourados da imagem estarem “muito estragados”, o braço do menino e a mão de Nossa Senhora estavam partidos.

O restauro teve o custo de “cerca de 1500 euros” que estão praticamente pagos, faltando cerca de “200 euros”. António Costa acredita que ficará saldado até ao dia 23 de junho. “O restauro desta imagem deve-se a muitas pessoas particulares e empresas que desde a primeira hora consideraram que deviam dar o seu apoio e colaboração. Agradeço imenso a todos os que se prestaram a esta obra”, agradeceu o tesoureiro da Confraria.

A “pérola escondida”, como apelidou o Pároco Bruno Ferreira a imagem de Nossa Senhora do Rosário, é “das mais antigas da paróquia”, que pertence à “Confraria mais antiga”. Datada do “século 16”, esta imagem foi mandada restaurar para que estivesse “pronta” no mês de Maria, uma vez que nesta altura conta-se com a presença “em massa das pessoas”.

Além da apresentação da imagem renovada, o Pároco de Santiago de Bougado aproveitou para mostrar as renovações nas sacristias, ao nível dos paramentos, o “pequeno altar com o crucifixo, o preciosíssimo oratório e os quadros que estavam em pau santo”. Aproveitando os móveis já existentes na paróquia, o pároco requalificou-os, dando-lhes um “toque mais contemporâneo”. “Convidei toda a gente a ver estas pequenas remodelações feitas com o folar que me ofereceram e que quis usar para retribuir-lhes com aquilo que me deram e que é deles. Isto é da comunidade e temos a missão de preservar”, concluiu.

 

Programa das Festas de Nossa Senhora do Rosário

As festas em honra de Nossa Senhora do Rosário retomam no dia 20 de junho, com uma conferência sobre o Rosário, na Igreja Matriz. Já no dia seguinte, pelas 22 horas, há a atuação da Orquestra Ritmos Ligeiros.

No dia 22, sábado, o Grupo de Zés Pereiras percorrerá as ruas da freguesia, anunciando as festividades. Pelas 21.15 horas, decorre a atuação do Rancho das Lavradeiras da Trofa e do Rancho Etnográfico de Santiago de Bougado e, pelas 22.30 horas, de Pedro Sousa e suas bailarinas, vencedor da 3ª edição do Festival da Canção, realizado o ano passado, nas festas de Nossa Senhora das Dores. O dia encerra com uma sessão de fogo de artifício.

No último dia de festas, 23 de junho, há uma missa solene em honra de Nossa Senhora do Rosário, pelas 11 horas, o concerto da Banda de Música de Alfena, pelas 14.30 horas, e a recitação do terço, seguida da procissão com diversos andores, pelas 17 horas. As festas encerram com o espetáculo de fado com Paula Canossa, Eduardo Pinto e Fados de Coimbra.