Setembro de 2009 é a data prevista para a conclusão da obra do Centro Social e Paroquial de S. Mamede do Coronado. A empreitada entregue à empresa FDO, de Braga, já tem estruturas erguidas para albergar um lar e um centro de dia com capacidade para cerca de 70 idosos.

 

 

centrosocial-de-s.-mamede-(.jpg"O bebé já começa a gatinhar e para o ano vai começar a andar pelos seus próprios meios", afirmou o pároco Manuel Domingues dos Santos, durante uma visita guiada ao Centro Social e Paroquial de S. Mamede do Coronado, no passado sábado.

A empreitada, "sonhada por muitos mamedenses" começa agora a ganhar forma e a sua conclusão está prevista para Setembro de 2009. O equipamento social irá dotar a freguesia de um amplo espaço para internamento de 30 utentes, um centro de dia com capacidade para 40 idosos e apoio domiciliário para outros 30.

Considerada pelos entusiastas da freguesia como a "maior obra desta área do distrito do Porto", o Centro Social e Paroquial de S. Mamede do Coronado está a ser construído num terreno com 19 mil metros quadrados, comprado há mais de uma dezena de anos.

"A elevação da Trofa a concelho foi a alavanca de todo este processo adquiriram o terreno por 86.770 mil escudos, a câmara deu 25 mil escudos, a fábrica da igreja também emprestou algum dinheiro. A ideia era fazer algo direccionado para a problemática dos idosos, era um sonho de muitos, e alguns deles já não estão no nosso convívio", afirmou António Moreira …..

A visita guiada ao Centro Social e Paroquial de S. Mamede do Coronado teve como principal objectivo "dar a conhecer à população, ao concelho e também a outras freguesias de outros concelhos, mas também como estão a decorrer as obras porque a conclusão é para o próximo ano, visto que o Centro Social é do interesse não só da comunidade, mas também para o próprio concelho", explicou Domingues da Silva.

Os apoios para a concretização da obra têm vindo de todos os lados, desde a Câmara Municipal, à Liga de Amigos do Centro Social (grupo constituído para ajudar na angariação de fundos para a construção da infra-estrutura), à Comissão de Fábrica da Igreja e ao "esforço de muitos". Contudo o Centro Social e Paroquial de S. Mamede do Coronado teve ainda a ajuda do programa PARES- Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais do qual receberam um apoio de cerca de 783 mil euros.

Recorde-se que a primeira pedra desta infra-estrutura foi lançada uma primeira vez para a edificação de um Centro de Dia a 28 de Julho de 2001, contudo a obra ficou parada. Pois segundo os responsáveis "de 2001 até 2006 viveram-se momentos conturbados e algumas coisas não foram tão céleres como desejamos", explicou António Moreira. Mas depois de um "acompanhamento adequado no Centro Regional de Segurança Social no Porto e do surgimento do programa PARES" decidiram "inverter o processo" e construir primeiro o Lar de idosos e só depois, numa segunda fase, o Centro de Dia.

Para abençoar o inicio desta obra esteve presente, no dia 23 de Fevereiro, o Bispo do Porto, D. Manuel Clemente, no lançamento de uma nova pedra, desta feita para o inicio da construção do Lar.

 

 

Legenda: Empreitada foi entregue à empresa de Braga FDO