S.Mamede do Coronado vai contar, já a partir de 2009 com um lar e centro de dia para idosos. O projecto é do Centro Social e Paroquial de S.Mamede do Coronado, está orçado em cerca de um milhão e 600 mil euros e a primeira pedra da empreitada foi lançada, no sábado passado com a benção de D. Manuel Clemente, Bispo do Porto.

   O barulho das máquinas de terraplanagem já se começou a ouvir no lugar da Feira Nova. O terreno com 19 mil metros quadrados, comprado há mais de uma dezena de anos para construir o Centro Social e Paroquial de S. Mamede do Coronado, que deverá estar concluído no final de 2009 irá dotar a freguesia de um amplo espaço para internamento de 30 utentes, um centro de dia com capacidade para 40 idosos e apoio domiciliário para outros 30.

O Pároco Manuel Domingues dos Santos, que é o presidente do Centro Social e Paroquial aproveitou a presença do presidente da Câmara Municipal da Trofa Bernardino Vasconcelos e pediu que a autarquia desse o folar de Páscoa antecipado. " Aproveitamos a ocasião para sensibilizar a Câmara e os demais presentes para colocar à mercê das nossas mãos os trinta mil contos que nos faltam. O bebé (Centro Social) nasceu, as condições exigidas pela câmara e pela segurança social, estão previstas mas o dinheiro não chega, e precisamos de padrinhos. Estamos próximos da páscoa e os padrinhos costumam dar o folar aos afilhados, coloco este afilhado nas vossas mãos, e acho que a prenda para este bebé deveria ser de 25 mil contos (125 mil euros).

Além da colaboração da Câmara Municipal da Trofa, Domingues dos Santos, lembrou ainda a ajuda do PARES- Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais do qual receberam um apoio de cerca de 783 mil euros.

Sendo o Centro Social e Paroquial uma necessidade para a freguesia de S. Mamede do Coronado, Modesto Torres, presidente da Junta também se congratulou com o arranque da empreitada. O Edil relembrou que "esta é uma obra há muito esperada e finalmente alcançada, que vai permitir colmatar uma lacuna em termos de equipamentos sociais na nossa freguesia e na própria Vila do Coronado", frisou.

 Já Bernardino Vasconcelos, presidente da autarquia trofense, prometeu ajudar esta causa, tendo em conta a criação de mais infra-estruturas que possam dar resposta aos problemas sociais do concelho. Vasconcelos lembrou que " no concelho da Trofa se assiste a uma implementação e dinâmica muito grande na área social" dando como exemplos a San5ta Casa da Misericórdia, a ASAS, a Cruz Vermelha, a ASCOR e até a Mundos de Vida, que tem vindo a desenvolver e implementar uma serie de valências sociais" e reiterou que cabe à autarquia apoia-las a todas, fazendo "uma distribuição financeira mais ou menos equilibrada por todas estas iniciativas".

Para abençoar o inicio da obra esteve presente o Bispo do Porto, D. Manuel Clemente, que frisou a importância da concretização de iniciativas de apoio ao próximo. O Bispo classificou este Centro Social como "essencial para melhorar a qualidade de vida dos idosos", reiterando "ainda falta resolver na minha opinião, a qualificação do idoso, que vai muito além dos cuidados que lhe prestam. Eu tenho o sentimento que numa sociedade como a nossa, ainda não se está a dar ao idoso todo o relevo que ele pode e deve ter na sociedade e na contribuição que a sua experiencia acumulada de vida e de tudo aquilo que só nessa idade floresce com o próprio amadurecimento da pessoa", rematou D.Manuel Clemente.