Orçada em um milhão de euros a nova unidade de saúde a construir em Santiago de Bougado permitirá “repensar”, segundo Renato Faria, director da unidade, a forma como é utilizado o espaço do Centro de Saúde da Trofa, que existe desde 1971. Por confirmar fica a localização da nova unidade.

 A freguesia de Santiago de Bougado vai ter nova unidade de saúde. A notícia da construção desta unidade de saúde foi dada pessoalmente pelo Secretário de Estado da Saúde a Bernardino Vasconcelos, presidente da Câmara Municipal da Trofa.

Ao contrário do que noticiamos na semana passada, a verba inscrita em PIDDAC para a construção deste Centro de Saúde será de um milhão de euros, e não 100 mil euros.

“O valor da obra é de um milhão de euros, mas, a notícia tem fundamento, a verba para 2009 contempla o pagamento do projecto, que é cerca de 100 mil euros. O restante, vamos esperar que a obra seja efectuada com a maior brevidade possível, mas será para estar pronta apenas em 2011, portanto, se conseguirmos terminar em 2010, a restante verba será atribuída não em 2009, mas sim em 2010”, afirmou Renato Faria, director do Centro de Saúde da Trofa.

O Centro de Saúde de Santiago de Bougado irá funcionar então como um segundo pólo na área da saúde, ou seja, “como complemento deste espaço (Centro de Saúde da Trofa), que é um espaço que está muito exíguo e com muitas dificuldades em poder atender toda a população”, explicou.

Quanto ao número de utentes que a nova unidade de saúde poderá acolher Renato Faria explicou ao NT que está a avaliar ainda os casos no entanto, “a situação mais simples e eficaz será com a saída, por exemplo, de oito médicos, para poder ser criada uma unidade de saúde familiar, é óbvio que toda a população que está adstrita a esses médicos acompanhe os médicos para esse local. Mas se alguém quiser mudar de médico, isso também será possível”.

Por confirmar está ainda o local onde será construída esta nova unidade.

Para Bernardino Vasconcelos este investimento numa nova unidade de saúde “vem suprir uma necessidade muito grande, porque o centro de saúde da Trofa tem inscritos 26 mil e 300 utentes e já era insuficiente em termos de espaço físico desde há muito tempo, para prestar os melhores cuidados de saúde”.

Ressalvando a qualidade dos profissionais, o edil frisou a importância da construção desta nova unidade “para absorver toda aquela área de influência de Santiago de Bougado”, acrescentou.

Depois de construído, o novo Centro de Saúde permitirá “repensar a maneira como utilizamos o espaço do Centro de Saúde da Trofa”, que existe desde 1971. “Já fizemos algumas obras, mas por exemplo, não temos acesso ao primeiro andar para as pessoas que se deslocam em cadeira de rodas”, lamentou Renato Faria.