As atletas de Manuel Barbosa conseguiram vencer, sem grande dificuldade, o jogo com o Gueifães, que teve lugar em S. Romão, esta quarta-feira. Com este resultado as trofenses reforçaram a liderança da Divisão A1.

  O Clube Académico da Trofa venceu mais uma jornada da Divisão A1 de voleibol feminino. As atletas do Gueifães ofereceram pouca resistência às pupilas de Manuel Barbosa, que venceram sem grande dificuldade pela margem máxima.

As trofenses começaram por aproveitar a falta de concentração das adversárias e fecharam o primeiro set a vencer por 25-15.

Já no segundo parcial as trofenses venceram por 25-16, mas a perda de alguma concentração permitiu às jogadoras do Gueifães recuperarem de uma desvantagem de 18-9 para 19-16.

depois desse período, o CAT conseguiu completar com sucesso todas as jogadas de ataque e aproveitar alguns desnorte das atletas de António Ferreira e vencer por 25-16.

As falhas na recepção e no bloco foram fatais para o Gueifães que, no terceiro parcial, não evitou nova derrota expressiva por 25-13.

Insatisfeito com a prestação da equipa, António Ferreira referiu ao NT que o Gueifães "não jogou", reconhecendo que as atletas estavam irreconhecíveis e que cometeram erros que permitiram "o CAT vencer com facilidade. O CAT não fez um jogo fora de série, mas nós com a lição estudada não conseguimos fazer aquilo que sabemos, que é a pancada de serviço agressiva e bloco com qualidade".

Manuel Barbosa, por seu lado, afirmou que o CAT "fez um dos melhores jogos da época. As atletas estavam muito concentradas, não cometeram muitos erros e quando é assim é difícil vencer-nos. Estão de parabéns pelo excelente jogo que fizeram".

Depois desta vitória moralizadora o CAT tem três jogos importantes, nos quais "só importa ganhar", principalmente no próximo jogo com o Ribeirense, que tem lugar no pavilhão da EB 2,3 de S. Romão do Coronado.

O CAT ocupa o primeiro lugar do campeonato com 23 pontos, mais dois que o principal rival Sports Madeira.