Os adjectivos começam a escassear para caracterizar o excelente campeonato que o CAT está a realizar. Jornada dupla na Madeira foi sinónimo de dois triunfos, sobre o Sports Madeira e Câmara de Lobos. Apesar de satisfeito, Manuel Barbosa avisa que a euforia não pode interromper o ciclo de triunfos da equipa.

 Quinze jogos, quinze vitórias. Invencibilidade é a palavra que acompanha o Clube Académico da Trofa desde o início do campeonato da Divisão A1 de voleibol feminino. Uma campanha irrepreensível das trofenses, que as colocam com um pé na segunda fase. Falta o outro, ou seja, vencer os três jogos que lhes faltam que, apesar de serem contra equipas teoricamente acessíveis “não podem ser dados como vencidos”, pois “as surpresas podem acontecer”, recordou Manuel Barbosa depois de mais um fim-de-semana vitorioso na Madeira.

O “jardim do Atlântico” foi palco de duas partidas que opôs o CAT ao Sports Madeira e Câmara de Lobos. A primeira foi mais difícil para as trofenses, que tiveram de se aplicar para vencer e só na negra conseguiram festejar mais um triunfo. Depois de um set vitorioso (23-25), o CAT viu o adversário responder com um 25-19 e não demorou muito para responder à altura (16-25). As insulares não se deram por vencidas e levaram a partida para a negra (25-19), mas aí foram incapazes de se superiorizar ao CAT, que venceu por 15-12, mesmo com jogadoras influentes lesionadas.

Já no dia seguinte, o Câmara de Lobos foi um adversário mais acessível, que depois de um set favorável das trofenses (17-25), ousou empatar a partida, vencendo por 25-23. Alarmadas, as atletas de Manuel Barbosa não mais deram margem de manobra às adversárias e venceram os sets seguintes, por 17-25 e 21-25, respectivamente.

No final da partida, Manuel Barbosa estava satisfeito com as vitórias e afirmou, em declarações à imprensa, que “quanto mais vitórias a equipa tiver mais facilmente ela está na final”. “Paciência” parece ser a palavra de ordem para as trofenses nos próximos jogos, pois “apesar de serem contra equipas teoricamente mais fáceis não podem pensar que já estão ganhos”, porque “pode acontecer uma surpresa”.

“Vamos trabalhar para nos tornamos cada vez mais fortes”, afirmou o técnico.

O próximo jogo da equipa da Trofa é para a Taça de Portugal, com o Belenenses, e realiza-se no próximo sábado, no Pavilhão Desportivo de S. Romão do Coronado, pelas 17.30 horas.

No que respeita ao campeonato, a formação trofense tem encontro marcado com a mesma equipa, no domingo, na Trofa, às 17 horas.