O Clube Académico da Trofa (CAT) abriu uma loja com artigos usados. Direcção quer ajudar trofenses e reunir uma pequena margem de lucro para sustentar o clube.

Não se admire se um dia passar pela Rua António Fonseca Sampaio e der de caras com uma atleta do Clube Académico da Trofa. Certamente, estará a dirigir-se para a nova loja do clube, que abriu no sábado, próxima dos Correios da Trofa, e que promete revolucionar o comércio trofense com um novo conceito. No estabelecimento, encontram-se artigos usados e material relacionado com o clube que estão para venda “a preços excepcionais”. Esta é a promessa de Mário Moreira, presidente do CAT, que acredita que “em período de crise”, esta loja é uma maneira de “ajudar as pessoas e pedir-lhes que ajudem o clube”.

Os artigos usados estão em “excelente estado”, garantiu o presidente, e todas as pessoas podem associar-se a este conceito, “que já está em voga no Porto, Braga e Lisboa e que o CAT fez chegar à Trofa”.

“Quem tiver objectos que já não use por qualquer motivo e que estejam em bom estado, pode dirigir-se à loja e entregá-los. Quando os artigos forem vendidos, serão reembolsados. As pessoas podem encontrar variados artigos, desde material escolar, roupa, bijuteria e produtos relativos ao clube”, frisou.

Com esta loja, Mário Moreira pretende juntar uma “pequena margem de lucro”, para ajudar o clube e cumprir com as obrigações fiscais.

Por trás do balcão vão estar as atletas estrangeiras do clube, que “estão 24 horas ao serviço do clube”, por isso “vão salvaguardar a abertura da loja”. No entanto, também “alguns pais de atletas já manifestaram intenção de ajudar, dedicando algum tempo à loja, numa altura como a que está a chegar que é a do Natal”, explicou Mário Moreira.