Miúdos e graúdos renderam-se às castanhas assadas, ao bom vinho e aos petiscos no magusto, organizado todos os anos pela Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado. O tradicional convívio em honra do padroeiro da freguesia não passou em branco este ano e, quarta-feira, muitos quiseram passar pelo Parque Nossa Senhora das Dores para saborear o vinho novo e as fêveras assadas. “Acho muito bem, todos os anos há, por isso este ano também não falhava”, contou ao NT Maria Silva. Também António Azevedo e António Pereira se renderam ao convívio no magusto e elogiaram a iniciativa da Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado.

Satisfeito pela grande afluência das pessoas, José Sá, edil de S. Martinho de Bougado, quis dar continuidade à tradição iniciada há já alguns anos e lembrou que o objectivo deste convívio é “proporcionar à população um bocadinho de ânimo e de festa, porque o povo de S. Martinho merece”. “Estou muito satisfeito, preparámo-nos com alimentação para esta gente toda, que está aqui de uma forma satisfeita”, realçou o presidente da Junta de Freguesia.

magusto-junta-final

Gabriel Dias Moreira recordou história de S. Martinho

Foi no ano de 1977 que Gabriel Dias Moreira, natural de Ribeirão, concelho de Vila Nova de Famalicão, deu fogo de manhã e à noite para celebrar o S. Martinho na freguesia com o nome do santo, na Trofa. “Desde aí todos os anos já continuaram a dar fogo e a festejar o S. Martinho”, contou ao NT/TrofaTv. “Agora a Junta de Freguesia lembrou-se de fazer o magusto e acho que está muito bem”.

Para Gabriel Dias Moreira este ano no magusto não faltou nada: “Tinha castanhas, bom vinho, figos e fêveras e até o padre Luciano veio festejar o S. Martinho”.