aniversario-casa-do-porto

Associados da Casa do Futebol Clube do Porto da Trofa festejaram aniversário com um jantar e muita animação, na noite de sexta-feira, 21 de março.

A 18 de março de 1996 nascia na Trofa a Casa do Futebol Clube do Porto (FCP). Para assinalar o seu 18º aniversário, a direção reuniu os associados num jantar num restaurante em S. Martinho de Bougado, seguido de um espetáculo de variedades por Armando Martins, no salão nobre da sede, onde não faltaram o bolo de aniversário e o espumante.

Segundo Diamantino Silva, presidente da Casa do FCP da Trofa, a comemoração do aniversário começou por ser “uma brincadeira” na sede, mas depois acabou por se fazer num “restaurante na Trofa”, que teve “casa cheia”. “Se fosse maior o restaurante, mais gente tínhamos. Nas alturas menos fáceis do FCP é quando a nossa união é maior. Estamos unidos e crentes pelo FCP e temos a certeza absoluta que vamos vencer”, afirmou.

Para o presidente foi com “muita honra” que contou com a presença de Alípio Fernandes, vice-presidente e responsável pelas filiais e delegações do FCP, assim como do bi-bota de ouro Fernando Gomes.

Alípio Fernandes contou que são “duzentos polos do FCP espalhados por Portugal e pelo mundo”, sendo a Casa da Trofa um “bom exemplo” de coletividade que “interage com a comunidade local, desenvolve atividades de caráter lúdico e cultural”, funcionando como “um centro descentralizador de toda a atividade clubística desde a angariação de novos associados até à imensa lista de serviços que o FCP presta aos seus associados”. “Está de parabéns a Casa do FCP da Trofa. Tem uma liderança firme e forte à imagem do FCP, com garra e uma força interior, que transporta em si a mística do FCP que é ela própria sinal de vitória e de glória”, concluiu.

Já o vice-presidente do Clube, Fernando Gomes, evidenciou que o facto de o FCP ser “tão grande também se deve ao facto de haver estas coletividades que levam o nome do clube a toda a parte do país, da Europa e do Mundo”.

Conhecedor do concelho da Trofa “há mais 30 anos”, Fernando Gomes deixou uma mensagem para os trofenses: “O FCP é cada vez mais forte quanto mais unidos forem os seus adeptos. A união é uma das nossas forças e os adeptos devem estar cada vez mais unidos para defender o FCP”.

Também António Jorge Alendouro, presidente da Casa do FCP da Alfândega da Fé, declarou que “há uns anos” que tem acompanhado o trabalho da Casa da Trofa, com dinâmica total e uma equipa fenomenal”. “A todos os trofenses, em especial aos portistas da Casa da Trofa, mando um grande abraço e a continuação deste sucesso”, frisou.

A comemoração também serviu para festejar a passagem do clube aos quartos-de-final da Liga Europa.