A Associação Recreativa e Desportiva do Coronado (ARDC) figurou entre diversos clubes europeus que participaram no Open de Itália, na modalidade de karaté, na província de Biella, nos dias 22 e 23 de março.

Os trofenses Rúben Moreira (sénior, -84kg) e Carlos Brás (júnior, -76kg) foram os atletas que representaram a ARDC na estreia numa prova internacional.

Os resultados, porém, não estiveram à altura das expectativas, revelou o treinador, João Filipe, que também esteve em prova e perdeu por 9-1. Carlos Brás foi eliminado por 7-2, enquanto Rúben Moreira perdeu por 8-0. “As coisas não correram assim tão bem como esperávamos, mas temos consciência que o nível é muito superior ao português, porque havia várias seleções envolvidas. Infelizmente, houve algumas falhas por parte da organização da prova, o que nos atletas causou um bocadinho de mal-estar, no entanto não foi por aí, certamente, que houve erros, mas sim a nível pessoal”, revelou, em declarações ao NT.

O presidente da associação, Hugo Sá, estava orgulhoso com a presença numa prova internacional: “Mesmo sem nenhum resultado de relevo, a participação e a consequente projeção do nome da ARCD além-fronteiras é muito bom. Não é qualquer clube concelhio que, ao nível da Trofa, consegue ir ao estrangeiro, qualquer que seja a modalidade”, enfatizou.

A associação do Coronado promove a modalidade de karaté desde setembro de 2013. Os treinos realizam-se no pavilhão desportivo da Escola Básica e Secundária do Coronado e Covelas, fruto da parceria com a Câmara Municipal, mas também podem acontecer com o clube CNKD, com quem também a coletividade “celebrou um protocolo”. São cerca de 20 os atletas, “dos seis aos 22 anos”, essencialmente “oriundos da Trofa”, que praticam a modalidade, participando também “em todas as provas a nível nacional com relevância”, afirmou João Filipe.

No dia 12 de abril, estarão presentes no Open Internacional da Maia que, segundo o treinador, “está ao nível das provas europeias”. Nesta competição, os atletas vão tentar arrecadar o primeiro título para a coletividade.