O secretário-geral da CGTP-IN (Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional), Manuel Carvalho da Silva, é o próximo convidado da iniciativa “Um Livro, Um Filme”, promovida pela Casa-Museu de Camilo Castelo Branco, na próxima sexta-feira, 31 de Outubro, pelas 21h30, em S. Miguel de Seide, no Centro de Estudos Camilianos, uma unidade de investigação literária gerida pelo município de Vila Nova de Famalicão.
A iniciativa, que já trouxe a Vila Nova de Famalicão diversas personalidades da sociedade portuguesa, desafia o convidado a escolher e comentar um filme, preferencialmente adaptado de uma obra literária. Neste âmbito, Carvalho da Silva escolheu o filme “O Padrinho”, uma obra marcante do cinema e da carreira de Francis Ford Coppola, cuja exibição, no auditório do Centro de Estudos Camilianos, com capacidade para 150 pessoas, é gratuita.
Manuel Carvalho da Silva nasceu em Viatodos, Barcelos, em 1948, no seio de uma família de pequenos agricultores. Formou-se em electricista na Escola Industrial Carlos Amarante, em Braga. Dedicando-se desde o início da sua actividade à defesa dos trabalhadores, foi eleito coordenador da CGTP-IN (Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional), em Junho de 1986 e, em Dezembro de 1999, passou a exercer o cargo de Secretário-geral.
Em representação da CGTP-IN, é membro do Comité executivo da Confederação Europeia de Sindicatos (CES) e membro do Conselho Económico e Social, onde preside, actualmente, à Comissão Especializada Permanente da Política Económica e Social. No exercício do seu cargo sindical, adquiriu formação profissional na área de organização de trabalho e tem participado ao longo dos anos em congressos, conferências e colóquios nacionais e internacionais e em trabalhos e actividades de várias universidades. É autor de múltiplos artigos sobre sindicalismo, trabalho, economia e desenvolvimento em revistas da especialidade.
 
FICHA TÉCNICA:
CICLO “UM LIVRO UM FILME”
“O Padrinho”, de Francis Ford Coppola, 1972
A épica obra-prima de Francis Ford Coppola apresenta Marlon Brando no papel que lhe valeu o Óscar de melhor actor, em 1972, como patriarca da família Corleone. O realizador mostra-nos um frio retrato da ascensão e queda do clã Siciliano e do poder na América, equilibrando majestosamente a história entre a vida da família Corleone e os negócios criminosos em que estão envolvidos. Baseado no romance de Mario Puzo e apresentando brilhantes interpretações de Al Pacino, James Caan e Robert Duvall, este marcante e excepcional filme, obteve dez nomeações para os Prémios da Academia em 1972, vencendo três deles incluindo o de Melhor Filme.
Data: Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008
Hora: 21h30
Local: Centro de Estudos Camilianos, em S. Miguel de Seide, Vila Nova de Famalicão
Convidado: Manuel Carvalho da Silva
Entrada Livre