quant
Fique ligado

Edição 586

Capela de Nossa Senhora das Dores em livro

Publicado

em

“Este é o primeiro livro editado que se debruça especificamente sobre a Capela”. Foi desta forma que Luciano Lagoa, pároco de S. Martinho de Bougado, explicou a “felicidade” de ver concretizado o livro sobre os 250 anos da Capela de Nossa Senhora das Dores. A obra foi apresentada no dia 15 de agosto, no próprio santuário, e conclui o programa de eventos culturais que foram traçados para assinalar o jubileu. “O livro é uma coisa que fica e, pelo que me parece, será uma obra de referência para futuros estudos que se possam fazer sobre a Capela”, sustentou o pároco, que explicou que os registos históricos da ermida obedeceram “a uma metodologia científica, com consulta às fontes”. “Aquilo que lá está é muito bem documentado e uma base segura para futuros estudos”, reiterou.
Na mensagem que deixou no livro, Luciano Lagoa afirma que “também é importante divulgar o património do nosso concelho, estudá-lo devidamente, reconhecer o papel que desempenha na cultura trofense e sobretudo apreciar a espiritualidade do nosso povo que se expressa de um modo singular nas suas realizações materiais mais importantes, entre as quais não se pode deixar de incluir a Capela”.
Além dos dados recolhidos por três técnicos da autarquia ligados ao Património, há ainda um contributo do historiador José Manuel Tedim, que escreveu sobre a iconografia da Capela. O livro contempla ainda uma galeria fotográfica sobre o edifício, cujo pedido de edificação entrou no Paço Episcopal do Porto em 1766.
O livro tem o custo de dez euros e está à venda na Capela de Nossa Senhora das Dores, durante as festas. Depois, poderá ser adquirido no Cartório Paroquial e na Igreja Nova de S. Martinho de Bougado.
Segundo Luciano Lagoa, no futuro, há intenção de firmar “parcerias” com quiosques e ter o livro à venda nesses locais pelo concelho.
O lançamento do livro foi um dos eventos que serviu para assinalar o jubileu da Capela Nossa Senhora das Dores. Antes, tinha já sido realizada uma exposição no Fórum Trofa XXI e promovidos vários concertos musicais no santuário.

Continuar a ler...
Publicidade
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 586

Festa das Famílias no Sameiro

Publicado

em

Por

A Pastoral da Família da Vigararia da Trofa/Vila do Conde está a organizar um encontro e bênção das famílias. Tal como aconteceu o ano passado, a Festa das Famílias é aberta a toda a Vigararia Trofa/Vila do Conde e realiza-se a 11 de setembro no Santuário do Sameiro, em Braga.
O programa da Festa começa pelas 10 horas com jogos tradicionais e animação, segue-se um “almoço partilhado” e depois uma “tarde recreativa com dança, canto e teatro. Para as 17 horas, está marcada uma Eucaristia na cripta da Igreja.
As paróquias de Santiago e S. Martinho de Bougado disponibilizam autocarros para quem quiser ir, sendo que “o valor por pessoa é de sete euros”. A inscrição deve ser feita num dos cartórios paroquiais.

Continuar a ler...

Edição 586

Cidai recebe festas em honra de Nossa Senhora da Alegria e S. Gens

Publicado

em

Por

Setembro vai começar com uma das festas religiosas mais significativas de Santiago de Bougado. As celebrações em honra de Nossa Senhora da Alegria e de S. Gens realizam-se a 3 e 4 de setembro, no Monte de S. Gens de Cidai.
No primeiro dia, dedicado a Nossa Senhora da Alegria, será realizada uma missa solenizada, pelas 18 horas, com oração das Mães e consagração das crianças menores, principalmente de três anos, a Nossa Senhora da Alegria.
Já no dia 3, dedicado a S. Gens, há missa pelas 9 horas e depois, pelas 10.45 horas, realiza-se a peregrinação do Facho até ao santuário, com quatro andores e participação da paróquia e de todos os devotos, cumprindo as suas promessas. Segue-se a missa solene em honra de S. Gens, com sermão e comunhão geral.
À tarde, pelas 16 horas, o recinto envolvente à Capela será animado com o Festival de Folclore do Grupo de Danças e Cantares de Santiago de Bougado. Além do grupo anfitrião vão passar pelo palco o Grupo Folclórico e Etnográfico de Alfarelos (Coimbra), Rancho Típico de Esposende, Rancho Folclórico de Santa Maria de Maureles (Marco de Canaveses) e Grupo Folclórico Casa do Povo de Arões (Fafe).
Já a 19 de setembro, Dia da Gente do Mar, realiza-se missa às 9 e às 10.30 horas.
Manuel Ramalho, responsável pela organização das festas, espera que “muita gente” aflua às celebrações. Este ano, e à semelhança dos anteriores, houve um esforço financeiro para “a conservação do santuário e limpeza da zona florestal” envolvente à capela.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também