António Azevedo candidato social-democrata a Santiago de Bougado quer “construir a capela mortuária e o centro comunitário” e garante que apesar de as negociações como proprietário estarem difíceis “é para se concretizar nem que seja em Tribunal”. Já José Leitão garante que vai virar o seu mandato para as pessoas, aproximando a Junta do povo.

Transformar S. Martinho e Santiago no “Bougado Grande” poderá ser o grande projecto para a cidade da Trofa se os candidatos pelo PSD às duas juntas de freguesia de Santiago e S. Martinho vencerem as autárquicas.

A construção de um parque da cidade envolvendo ambas as freguesias é uma das obras conjuntas que poderá ser uma realidade depois de 11 de Outubro. Esta foi a proposta lançada na apresentação de José Leitão, candidato a S. Martinho de Bougado, e António Azevedo, que se recandidata a Santiago de Bougado, que teve como pano de fundo a fronteira entre as duas freguesias, na Rua Américo Campos, junto ao estádio do CD Trofense.

“Coser as malhas urbanas” para atenuar a “barreira de cidade” existente entre S. Martinho e Santiago de Bougado é o objectivo de António Azevedo para os próximos quatro anos, se voltar a vencer as autárquicas. Referindo que para a concretização desse objectivo “não é necessário um equipamento público”, António Azevedo deu o exemplo de um parque da cidade, situação já pensada para o lugar da Lagoa. “Quem vem de S. Martinho para Santiago dava entrada no parque da cidade e não havia aquele misto de milho e água choca, porque isso é o que faz com que a cidade fique mais pobre e assim acabava esta barreira de cidade”, afirmou, em declarações ao NT/TrofaTv.

PSD-s.martinho-e-santiago

A conjugação de esforços entre S. Martinho e Santiago foi aplaudida por Bernardino Vasconcelos, presidente da Comissão Política Concelhia do PSD, que considera a ideia “fundamental para o desenvolvimento da cidade”. “O que eles pretendem é definir projectos comuns, projectos até de sensibilização, capazes de, em conjunto, pressionarem e sensibilizarem a própria Câmara Municipal”, referiu Vasconcelos.

Bernardino Vasconcelos conhece bem o trabalho e as qualidades de António Azevedo, e também de José Leitão, que se candidata pela primeira vez a uma Junta de Freguesia. Para o presidente da Comissão Política Concelhia do PSD, o candidato a S. Martinho de Bougado é “um vencedor nato, uma pessoa com uma capacidade de trabalho extraordinária, honesta e interessada pelos problemas”. “É uma pessoa que eu considero uma formiguinha, mas uma formiguinha que se agarra às pernas das pessoas e não as deixa descansadas enquanto não resolve os problemas e é uma pessoa simples, capaz de interpretar muitíssimo bem variadíssimos problemas de cada um no seu dia-a-dia na freguesia de S. Martinho”, acrescentou.

António Azevedo ” Para um Bougado Grande”

“Para um Bougado Grande” é o lema que acompanha António Azevedo até às eleições autárquicas de Outubro. O candidato social-democrata defende uma “coesão municipal”, que deve ser reivindicada pelos dois governantes. “Quer S. Martinho, quer Santiago querem ter um conceito de cidade e escolhemos este sítio por causa disso, porque é um local em que temos feito actividades conjuntas de cidade”, referiu.

Para além de pretender um “Bougado grande”, a recandidatura do actual Presidente da Junta de Santiago de Bougado foi motivada pela conclusão da obra do Centro Cívico e da Capela Mortuária. “O factor principal foi dar continuidade ao projecto que está em conclusão e à obra que falta acabar que é o Centro Cívico”, revelou o candidato, deixando bem claro que “não gosta de deixar trabalhos a meio”. Segundo António Azevedo, em curso já estão “as negociações com terrenos” que, adiantou “estão difíceis mas a obra é para concretizar nem que seja em tribunal”.
A conclusão da pavimentação de ruas é outro objectivo de António Azevedo, que adiantou que “as únicas ruas que estão em terra batida são duas ou três em Cidai”. Esta aldeia “tem sido um pouco prejudicada, porque foi a última aldeia onde foi implementado o saneamento”, acrescentou, avançando que naquela aldeia está quase a terminar. “Até Setembro penso completar todas as ruas em terra batida”, concluiu.

“Proximidade com o povo” é prioridade de José Leitão

José Leitão é o cabeça de lista escolhido pelo PSD para a liderança dos destinos de S. Martinho de Bougado. Se vencer as eleições, Leitão irá concretizar o projecto de ser presidente da Junta a tempo inteiro a de transformar a Trofa cada vez melhor e mais unida. Considerando a Junta de Freguesia “a casa do povo”, José Leitão defende, entre outros projectos, a criação de um gabinete de apoio e de uma linha de emergência. No que respeita a obras na freguesia, José Leitão tem como prioridade a pavimentação de “todas as ruas de S. Martinho”, um “cemitério novo” e a “requalificação dos parques” com a vinda do metro. “O mais importante para mim é a proximidade com o povo, saber os problemas das pessoas, poder socorrê-las, dentro das possibilidades da Junta”, sublinhou ainda.

Pelo PSD faltam as apresentações dos candidatos às Juntas de Freguesia do Muro, S. Mamede do Coronado e S. Romão do Coronado, o que deverá acontecer nos próximos dias.