A candidata de “Os Verdes”, na lista da CDU, às eleições europeias esteve na Trofa a apelar ao voto. Obras dos parques da cidade foram ponto de visita.

“Reforçar a esquerda” no Parlamento Europeu para “defender a população portuguesa” e, concretamente, levar o dossiê “do metro até à Trofa” para Bruxelas. Este é o compromisso de Mariana Silva, candidata de “Os Verdes”, nas listas da CDU (Coligação Democrática Unitária), às eleições europeias de 25 de maio. Numa visita às obras de requalificação dos parques Nossa Senhora das Dores e Dr. Lima Carneiro, na tarde de terça-feira, 13 de março, Mariana Silva evidenciou que, na Europa, é relevante que “as necessidades da população sejam ouvidas” e no caso da Trofa, cuja empreitada conta com fundos europeus, “não estão”, uma vez que “a mobilidade” não está a ser acautelada. “O transporte público, como o comboio, que seria tão importante para todos, não existe. O metro, que chegou até à Póvoa de Varzim, não é uma obra que está a ser concretizada na Trofa nem vemos horizontes para isso num futuro próximo. Um representante da CDU no Parlamento Europeu, terá isso em consideração”, frisou.

A candidata defendeu ainda que as linhas ferroviárias que foram fechadas “devem ser reabertas”, assim como “devem ser construídas novas”, justificando que o comboio “é um transporte menos poluidor” do que as estradas.

Fernando Sá, elemento da CDU da Trofa, complementou a ideia da candidata, explicando que o comboio podia ajudar o tecido empresarial concelhio, “através do transporte de carga para escoar no porto de Leixões ou até para outras plataformas logísticas”.

No que toca à obra que está a ser feita no centro da cidade, Mariana Silva considerou que “é sempre de valorizar os espaços verdes e de lazer”, que permitem à população “passear, fazer desporto e levar as crianças ao parque infantil”. “Verificamos que foram cortadas algumas árvores, mas acreditamos que serão colocadas outros para que o parque tenha a verdadeira função de pulmão verde da cidade”, salientou.

A candidata esteve ainda em contacto com a população para perceber “qual é a visão que tem relativamente a estas eleições”, esclarecer “algumas dúvidas” e apelar ao voto na CDU.

“Temos a preocupação de demonstrar aos trofenses a necessidade de continuar a haver políticas europeias que promovam a coesão e a qualidade de vida das pessoas e exemplos disso são as obras neste parque e no Parque das Azenhas, que só foram possíveis com o apoio dos fundos comunitários”, salientou Fernando Sá.