A Caixa de Crédito Agrícola Mútuo está de "boa saúde". Foi desta forma que …Rossi começou o seu discurso na cerimónia de inauguração do novo balcão em S. Mamede do Coronado, na passada sexta-feira e que assegura assim a abertura da terceira estrutura da instituição nos concelhos de Santo Tirso e Trofa.

Para preencher a lacuna existente na freguesia, no que concerne a instituições do sector terciário, a Caixa de Crédito Agrícola abriu uma nova agência, que visa diminuir os constrangimentos dos moradores, que até agora tinham que se dirigir a S. Romão do Coronado para ter acesso a um banco.

Segundo Rossi, esta inauguração "comprova a continuada preocupação dos dirigentes em servir, cada vez mais e melhor, os seus milhares de utentes". A Caixa Central "não se opôs a esta nova valência e até escolheu o local  ideal para abrir o novo balcão". Ciente da importância da agropecuária em Santo Tirso e Trofa, sobre o qual ainda eleva as expectativas para a parte industrial, "que começa a levantar-se e continuará a desenvolver-se", o responsável frisou ainda que a Caixa de Crédito Agrícola não é uma instituição bancária "só para agricultores" e assim como outras está "aberta a novas iniciativas". A abertura de um novo balcão em S. Mamede, na convicção de Rossi, irá aumentar o número de clientes no concelho da Trofa: "Não é por acaso que a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo escolheu este concelho e, dentro dele, esta freguesia de S. Mamede do Coronado, para a abertura de um novo balcão. A Trofa, desde que assumiu as rédeas da sua administração, após a criação do concelho em 1998, tem vindo a registar um progresso e um desenvolvimento notáveis".

Satisfeito com este investimento o edil trofense, Bernardino Vasconcelos, valorizou o facto de este balcão vir "qualificar a própria zona onde está localizado. Para além de uma área de intervenção tradicional, que é importante preservar, também sabemos o seu grande valor económico neste concelho.

Por seu lado Modesto Torres, presidente da Junta de Freguesia de S. Mamede do Coronado, sublinhou que "a Vila do Coronado passa a dispor de um novo estabelecimento bancário com todo um leque de serviços colocados à disposição da população".

Como surgiu a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Fundada na Trofa, em 1979, a Caixa de Crédito mudaria a sua sede para o concelho de Santo Tirso dois anos depois.

A sua actividade começou com um pequeno capital, segundo Rossi, "cedido pelos próprios colaboradores, mas ano após ano, a instituição foi crescendo, ganhando grande dimensão".

Em 1990 foi inaugurada uma delegação na cidade da Trofa, fruto das exigências da evolução, que foi exigindo mais espaço, mais funcionalidade e adequada modernização. Mais tarde, em 2005, viriam a ser inauguradas novas instalações.

A Caixa de Crédito Agrícola voltou a abrir uma nova delegação, em 1998, desta vez em S. Martinho do Campo, concelho de Santo Tirso.

Apesar de oferecer um total apoio ao sector da agricultura, esta instituição bancária passou a disponibilizar aos seus utentes todos os serviços próprios de um normal estabelecimento bancário.