O trofense Bruno Soares vai recandidatar-se à presidência do Leos de Portugal para “continuar” o projeto que delineou para ampliar a ação da organização juvenil.

Depois de um ano como presidente dos Leos de Portugal, o trofense Bruno Soares vai recandidatar-se ao cargo, na próxima Conferência Nacional Leo, que decorre no Estoril, a 4, 5 e 6 de abril.

Presente no movimento leonístico “desde os 13 anos”, Bruno Soares considera que o primeiro mandato merece uma “avaliação muito positiva”, uma vez que foi cumprida a primeira etapa do projeto que sustentou a candidatura: “Reestruturação interna dos Leos de Portugal, com a organização da rede hierárquica rumo à possibilidade de fazer grandes campanhas e iniciativas”. “Estamos a dois dias da Conferência Nacional e excedemos as inscrições esperadas. Também tivemos um aumento do número de clubes (de 13 para 15) e elementos leonísticos. A estrutura interna deu passos fundamentais, agora a nossa energia tem que ser canalizada para as atividades no terreno para mostrarmos às pessoas quem somos e o que fazemos”, resumiu.

“Erguer o futuro” é o lema da recandidatura que sustenta a segunda fase do projeto de Bruno Soares, que assegura que a organização juvenil sem fins lucrativos é fiel à matriz que lhe deu origem e cujas letras iniciais lhe dão nome: “Liderança, Experiência e Oportunidade”. “Ao mesmo tempo que ajudamos o próximo, conseguimos ganhar métodos de organização e liderar atividades, enquanto crescemos enquanto pessoas”, sustentou.

Do último ano, Bruno Soares recorda com agrado algumas iniciativas desenvolvidas em prol dos mais necessitados, como “a distribuição de refeições gratuitas aos sem-abrigo do Porto, através do Leo Clube da Boavista”, ou “a entrega de 270 cabazes para famílias carenciadas pelo Leo Club de Espinho, na altura do Natal”. O “Programa PERA”, que distribuiu pequenos-almoços a crianças desfavorecidas em várias escolas do país, foi outra das atividades que orgulharam o presidente do Leos de Portugal.

Para breve destacam-se a parceria com a Opticália para rastreios de visão a crianças carenciadas, que em caso de necessidade terão óculos gratuitos, e as Jornadas da Saúde, promovidas em colaboração com os movimentos rotários, com despistagem de várias doenças, incluindo o cancro de pele.

Em maio, o Leos de Portugal organiza uma atividade para “crianças acolhidas por associações de solidariedade social”, num fim de semana didático vivido em ambiente florestal na Figueira da Foz, na Quinta da Fonte Quente.

Na Trofa, o Leo Club recebeu as 20ª Jornadas Leonísticas e, agora, prepara-se para repetir a experiência e organizar um “sunset” para a transmissão de funções a nível local, com o objetivo de “envolver a comunidade juvenil do concelho”.