A equipa de Renato Pontes venceu, este sábado o Leões da Citânia, equipa de escalão inferior, por duas bolas a zero, com golos apontados por duas caras novas no plantel: Pinto e Lírio. Apesar de considerar que ainda há alguns ajustes a fazer, o técnico ficou satisfeito com este primeiro teste.

  O Bougadense já começou a sua caminhada de preparação para a nova temporada, com um jogo-treino realizado no passado sábado com o Leões da Citânia. Na estreia do campo sintético, a equipa de Santiago de Bougado  conseguiu superiorizar-se a um adversário de escalão inferior e venceu por 2-0 com golos marcados na primeira parte, por dois novos jogadores.

Renato Pontes teve assim oportunidade de ver algum do trabalho desenvolvido até agora nos treinos pela equipa e ficou satisfeito com o resultado.

Foi, de resto, a oportunidade para os adeptos e simpatizantes verem as novas caras, que compõem na maioritariamente o plantel para a época 2007/2008 na Divisão de Honra, da Associação de Futebol do Porto.

No que respeita ao jogo, o Bougadense cedo mostrou a superioridade relativamente ao adversário e inaugurou o marcador aos quinze minutos, na sequência de um pontapé de canto e por intermédio de Pinto, que coroou a excelente jogada de Marino. Este foi, aliás, o jogador em destaque nos primeiros quarenta e cinco minutos, revelando boa capacidade de desmarcação e uma oportuna iniciativa ofensiva.

No sector defensivo, o lateral Daniel Conde e o central Lírio também deixaram algumas referências, o primeiro por ter desempenhado de forma segura as tarefas tanto a defender como a atacar, enquanto que o ex-Nogueirense brindou a sua exibição com um golo, o segundo da equipa, aos trinta e seis minutos, também a partir de um pontapé de canto.

As bolas paradas parecem ser uma das armas que o técnico Renato Pontes poderá utilizar no campeonato, face à boa concretização dos seus pupilos neste capítulo.

No entanto, a falta de entrosamento entre os atletas, que ainda têm poucos dias de trabalho, também se notou. A retenção de jogo no primeiro reduto, aliada à insegurança face às investidas do adversário, fez com que se vislumbrassem poucos lances perigosos. Por outro lado, assistiu-se a um jogo muito disputado a meio-campo, onde Ricardo Sá também se exibiu em boa forma.

Na etapa complementar Renato Pontes colocou dentro de campo outra equipa, em que Yano, Serginho e Queirós se destacaram pela positiva, contudo as expectativas elevam-se para um campeonato que se quer tranquilo.

No final do confronto Renato Pontes estava satisfeito com o que assistiu: "os princípios fundamentais do jogo já se notaram, melhor na primeira parte do que na segunda, mas há que ter a noção que a equipa ainda se está a formar e isso demora o seu tempo. Temos de ter calma e paciência e continuar a trabalhar para fazer um melhor jogo quarta-feira e melhorar alguns aspectos".

O treinador sublinhou ainda o bom desempenho da equipa, defensivamente, na primeira parte. "Foi a parte inicial do nosso trabalho, na qual demostramos uma relativa boa organização de jogo". Na segunda parte já houve "algumas dúvidas em termos de posicionamento, mas são tudo coisas novas e os jogadores neste momento ainda não absorvem tudo. Contudo estou contente com os princípios gerais do nosso jogo", referiu.

Questionado sobre se individualmente algum jogador chamou à atenção, o técnico assegurou que não faz "apreciações individuais", porque a equipa "tem que existir como um colectivo, nunca destacando nenhum atleta. Não gosto de individualizar. Temos que funcionar como equipa, sermos coerentes no nosso jogo e quero que esse conceito colectivo prevaleça sempre.

 

Jogos de preparação

 

O treinador bougadense terá a oportunidade de ver a sua equipa novamente em acção no próximo dia 19 de Agosto com o Aliados de Lordelo e no dia 26 com o S. Pedro de Rates, no Parque de Jogos da Ribeira.

A inauguração do sintético e apresentação oficial do plantel realiza-se no dia 8 de Setembro, véspera da jornada inaugural da Divisão de Honra, na qual o Bougadense defronta, intramuros, o Arcozelo.