Num terreno pelado mal tratado pela chuva, o Bougadense somou o terceiro desaire do campeonato, frente ao Rio de Moinhos, que marcou quatro golos sem resposta. O emblema de Santiago de Bougado está no fundo da tabela a par com Dragões Sandinenses.

  Não está fácil a campanha do Atlético Clube Bougadense no arranque do campeonato da Divisão de Honra. Em três jogos soma outras tantas derrotas e é neste momento a pior defesa, com dez golos sofridos. Depois dos desaires em Vilarinho, por 3-2, e em casa, com o Sousense, em que a "chapa três" foi o resultado que penalizou os homens de Santiago de Bougado, desta vez a terceira partida sem sucesso realizou-se em Penafiel, com o recém-promovido Rio de Moinhos.

 O terreno muito mal tratado pela chuva que caiu durante a tarde foi mais um "inimigo" a acrescentar ao facto do rectângulo de jogo ser um dos pelados "resistentes" na Divisão de Honra.

Sem conseguir impor o seu modelo de jogo, o Bougadense viu-se a perder logo aos 14 minutos, com um remate à entrada da área de Machadinho, que traduziu o domínio dos anfitriões.

A jogarem sem quaisquer condições para apresentar bom futebol, o Bougadense foi novamente penalizado com o segundo golo do adversário, à meia hora de jogo, por intermédio de Hélder num remate com o pé esquerdo que não deu hipótese de defesa a Nuno.

Numa tarde em que a eficácia era "meio caminho andado" para a vitória, o Rio de Moinhos não desperdiçou as oportunidades que dispôs e voltou a marcar, desta vez, num golo com assinatura de Filipe, aos 60 minutos. Duarte fechou a contagem, com um tento marcado cinco minutos volvidos.

Um resultado volumoso e nada motivador para os atletas bougadenses que estão com algumas dificuldades para encontrar o caminho dos triunfos. Neste jogo Agostinho Lima já utilizou o reforço e regressado Zé Miguel, mas mesmo assim, o ataque voltou a ser inoperante.

Apesar da tarde azarada em Penafiel, em que nem o terreno nem as condições atmosféricas ajudaram, a equipa liderada por Agostinho Lima tem acusado alguma falta de eficiência no ataque, já que só respondeu duas vezes com sucesso aos dez golos sofridos, e na primeira jornada.

A equipa de Santiago de Bougado ocupa o fundo da tabela classificativa a par com Dragões Sandinenses, ambos com zero pontos. Por seu lado, o Rio de Moinhos lidera o campeonato com sete pontos, os mesmos que Ataense.

Inverter os resultados negativos é a ambição dos bougadenses, que podem tentá-lo em casa na próxima ronda, contra o décimo primeiro classificado Grijó.

 

Legenda: Bougadense está com dificuldades para encontrar caminho das vitórias

 

Resultados

S.P. Cova 0-0 Rio Tinto

Grijó 1-1 Custóias

Rio Moinhos 4-0 Bougadense

Sousense 1-0 Arcozelo

Vilarinho 3-2 Pedras Rubras

Perafita 0-1 Valonguense

D. Sandin. 2-4 Ataense

Pedrouços 2-0 Nogueirense

Canidelo 2-2 Perosinho

Avintes 0-2 Candal

 

Próxima jornada (28-09-2008)

Arcozelo-Rio Moinhos

Ataense-Perafita

Bougadense-Grijó

Candal-Canidelo

Custóias-S.P. Cova

Nogueirense-D. Sandin.

Pedras Rubras-Sousense

Perosinho-Pedrouços

Rio Tinto-Avintes

Valonguense-Vilarinho

 

Classificação

  1. Rio Moinhos – 7 pontos

  2. Ataense – 7 pontos

  3. Pedrouços – 6 pontos

  4. Sousense – 6 pontos

  5. Pedras Rubras – 6 pontos

  6. Candal – 6 pontos

  7. Vilarinho – 6 pontos

  8. Valonguense – 6 pontos

  9. Custóias – 5 pontos

  10. Arcozelo – 4 pontos

  11. Grijó – 4 pontos

  12. Perosinho – 4 pontos

  13. Rio Tinto – 4 pontos

  14. Avintes – 4 pontos

  15. Canidelo – 3 pontos

  16. S.P. Cova – 2 pontos

  17. Perafita – 1ponto

  18. Nogueirense – 1 ponto

  19. D. Sandin. – 0 pontos

  20. Bougadense – 0 pontos