O resultado positivo para os bougadenses começou cedo a ser construído, em pleno Parque de Jogos da Ribeira. Logo aos quatro minutos, Ramalho inaugurou o marcador com um remate junto à baliza, não dando hipótese de defesa ao guardião adversário.

 

 O Bougadense deu um passo importante para alcançar a manutenção na Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto. A formação de Santiago de Bougado venceu, em casa, o Ermesinde, por 3-0, e subiu na tabela classificativa – ocupa agora o primeiro lugar da zona de despromoção – e está a três pontos da linha de água ocupada por Várzea do Douro e Rio Tinto.

O resultado positivo para os bougadenses começou cedo a ser construído, em pleno Parque de Jogos da Ribeira. Logo aos quatro minutos, Ramalho inaugurou o marcador com um remate junto à baliza, não dando hipótese de defesa ao guardião adversário.

Os adeptos da casa não esperaram muito tempo para festejarem novo golo, que teve assinatura de Pedro Costa, aos 14 minutos.

O lance começou num ataque pelo lado direito, em que Ricardo Costa cruzou para a pequena área, onde surgiu Pedro Costa que rematou para o fundo da baliza da equipa que já conhece o seu destino para a próxima temporada: a 1ª Divisão distrital.

Mesmo condenado, o Ermesinde tentou diminuir a desvantagem, sem sucesso. Vieira à frente ao guardião Nuno falhou o alvo, à passagem da meia hora de jogo. Dani também tentou a sua sorte, mas o seu remate foi inofensivo para a baliza adversária.

Na segunda parte o conjunto comandado por Agostinho Lima voltou a assumir as despesas do jogo e a chegar mais vezes à grande área do Ermesinde. Aos 50 minutos, Serginho poderia ter aumentado a vantagem, mas desperdiçou a excelente posição ao rematar à figura de João Sampaio.

O Ermesinde nunca "baixou os braços" e ainda protagonizou alguns lances ofensivos. Marcos recuperou o esférico, ultrapassou a defesa bougadense e assistiu Vieira que rematou ao lado da baliza, aos 62 minutos.

A ineficácia voltou a ser fatal para os homens de Ermesinde, que viram o marcador alterar novamente a favor do Bougadense, três minutos volvidos. Pedro Costa bisou e impôs a "chapa 3" ao despromovido, num remate à entrada da grande área.

Antes do apito final de Vítor Dias o Bougadense ainda podia ter feito o quarto golo, mas o lance foi invalidado, porque a bola tinha ultrapassado a linha de fundo, numa altura em que se jogava dez contra dez.

 

"O lance do 2-0 marca o encontro"

Jorge Lopes, treinador do Ermesinde, referiu no final da partida, que o Bougadense foi "feliz" na forma como chegou à vantagem: "Foi duas vezes à nossa baliza e facturou. O lance do 2-0 acaba por marcar o encontro. Nós tivemos as mesmas oportunidades do que eles, mas não facturamos e o futebol é assim".

A exibição da arbitragem foi "fraca, mas não só neste jogo. Em termos de acções disciplinares, acho que nesta divisão os árbitros abusam um bocadinho nos cartões e acabam por prejudicar as equipas. Houve duas expulsões que saíram forçadas neste jogo".

"Este resultado não nos afecta, porque a nossa situação já está definida, infelizmente. A equipa é muito jovem e acima de tudo procuramos acabar o campeonato com mais dignidade", concluiu.

 

"Ainda estamos na luta pela manutenção"

Apesar das duas semanas "atribuladas" no seio da equipa, o Bougadense conseguiu uma vitória importante. Agostinho Lima teve que colocar juniores para suprir as ausências de alguns seniores que abandonaram a equipa e fazer com que estes assimilassem os métodos dos novos treinos: "tivemos algumas dificuldades, mas a equipa deu uma resposta de que está unida e que quer dar a volta à situação". Este resultado "é muito importante, porque assim ainda estamos na luta pela manutenção", referiu.

Quanto à equipa de arbitragem, Agostinho Lima recusou tecer algum comentário de análise à sua exibição.

 

Jogo: Parque de Jogos da Ribeira

Bougadense: Nuno, Flávio, Hélder, Ricardo Costa, Serginho, Vitor Marques, Fábio, Virgílio, Pedro Costa, Ramalho e Miguelito

Treinador: Agostinho Lima

Ermesinde: João Sampaio, Vieira, Paulinho, Pedro, Marcos, Dani, Tiago, Hélio, Gabi, Isaac e João Loureiro

Treinador: Jorge Lopes

Árbitro: Vítor Dias, auxiliado por João Guimarães, Luís Mendes e Pedro Silva

Cartões Amarelos: Ricardo Costa (21'), Marcos (50'), Ramalho (53'), Virgílio (66'), Nuno Gramoso (67' e 86'), Serginho (71' e 72') e Paulinho (90'+4')

Marcadores: Ramalho (4') e Pedro Costa (14' e 65')

Resultado ao intervalo: 2-0

Resultado final: 3-0

 

Resultados 30ª jornada

Alpendorada 4-0 Sra Hora

Coimbrões 0-0 Candal

Perosinho 2-1 Arcozelo

Perafita 3-2 Vilanovense

Canidelo 1-0 Ataense

Avintes 3-1 Valonguense

Rio Tinto 2-0 Várzea Douro

Bougadense 3-0 Ermesinde

Sousense 1-1 Pedrouços

 

Próxima jornada (27-04-2008)

Pedrouços-Alpendorada

Sra Hora-Coimbrões

Candal-Perosinho

Arcozelo-Perafita

Vilanovense-Canidelo

Ataense-Avintes

Valonguense-Rio Tinto

Várzea Douro-Bougadense

Ermesinde-Sousense

 

Classificação

  1. Coimbrões – 65 pontos

  2. Alpendorada – 63 pontos

  3. Ataense – 55 pontos

  4. Arcozelo – 54 pontos

  5. Candal – 54 pontos

  6. Sousense – 47 pontos

  7. Valonguense – 46 pontos

  8. Avintes – 44 pontos

  9. Perosinho – 42 pontos

  10. Canidelo – 40 pontos

  11. Pedrouços – 37 pontos

  12. Perafita – 37 pontos

  13. Rio Tinto – 33 pontos

  14. Várzea Douro – 33 pontos

  15. Bougadense – 30 pontos

  16. Sra Hora – 30 pontos

  17. Vilanovense – 20 pontos

  18. Ermesinde – 13 pontos