Um grupo de bombeiros de vários pontos do país está a criar um portal na Internet. O site www.bombeiros.pt estará disponível em Outubro deste ano e "irá reunir toda a informação acerca dos bombeiros portugueses, desde informação sobre actividades de índole comunitária até informações de domínio operacional", explicou Sérgio Cipriano, um elemento do projecto, à Lusa.

"O portal servirá, como uma nova ferramenta ao serviço das necessidades dos bombeiros de Portugal, ou seja, os bombeiros vão poder consultar via telemóvel informações relativas à vertente de nível operacional", adiantou Sérgio Cipriano, um elemento do projecto, à Lusa.

Este site, www.bombeiros.pt, estará disponível em Outubro deste ano e "irá reunir toda a informação acerca dos bombeiros portugueses, desde informação sobre actividades de índole comunitária até informações de domínio operacional", explicou Sérgio Cipriano.

Consultar códigos de matérias perigosas, verificar o risco de incêndio para uma determinada zona, localizar pontos de água, consultar mapas e verificar quais são os incêndios activos em Portugal, são algumas das possibilidades que o projecto irá disponibilizar aos utilizadores.

Quando o portal estiver em funcionamento, os bombeiros terão, por exemplo, quando se deslocarem para um incêndio florestal, acesso prévio às condições atmosféricas registadas no local da ocorrência.

A informação disponibilizada poderá ainda evitar tragédias como a que ocorreu em Famalicão da Serra, em Agosto de 2006, quando ocorreu um fenómeno eruptivo que provocou a morte de um bombeiro voluntário e de cinco sapadores chilenos.

"Esta nossa ideia pode parecer um bocado futurista, mas é para aí que caminhamos", observou o dirigente.

O portal www.bombeiros.pt "vai ser o único portal em Portugal dedicado a bombeiros, que pode ser visualizado num telemóvel". Assim, "qualquer pessoa, depois de efectuar uma simples ligação de baixo custo, terá acesso às funcionalidades apresentadas no portal como notícias actualizadas, informação meteorológica, multimédia e fóruns", referiu Sérgio Cipriano.

O dirigente, que é bombeiro voluntário na corporação de Gouveia, afirmou ainda que a equipa responsável, constituída por quinze voluntários de vários pontos do país, já está a "desenvolver toda a estrutura" do site.

"Pensámos alargar o projecto ao telemóvel, para além do computador, porque verificamos que o nosso site bombeirosdistritoguarda.com, criado em 2004, era muito visitado por utilizadores que consultam áreas relacionadas com a vertente operacional, nomeadamente pontos de água e matérias perigosas", assim, "achámos que devíamos ir mais longe e com o novo portal, de âmbito nacional, chegar ao maior número possível de pessoas, sem necessidade de andar sempre com o computador "às costas", surgindo assim a ideia de apostar no telemóvel", explicou.

A equipa responsável prevê que o novo portal receba 100 mil visitas ainda no primeiro ano de funcionamento, lembrando que o projecto também terá como objectivo a criação de "uma das maiores galerias fotográficas do mundo, alusivas aos bombeiros, com cerca de dez mil imagens".

Este projecto orçado em cerca de quinze mil euros contará com a ajuda de patrocinadores, mas segundo Sérgio Cipriano, caso não existam patrocinadores, o mesmo será suportado inteiramente pela Associação Amigos Bombeirosdistritoguarda.com, da qual é dirigente.

O www.bombeiros.pt surge no seguimento do projecto bombeirosdistritoguarda.com, criado para "dar a conhecer os bombeiros do distrito da Guarda e cativá-los para as novas tecnologias". E nos três anos de existência, tem denunciado situações relacionadas com os bombeiros voluntários, designadamente a falta de formação e de equipamento de protecção individual.

A não divulgação dos relatórios sobre a causa das mortes nos incêndios florestais de Mortágua, em Viseu e Famalicão da Serra, na Guarda e a falta de formação dos dirigentes associativos, foram outros dos assuntos tratados pela colectividade Associação Amigos Bombeirosdistritoguarda.com, com cerca de meia centena de associados.