O primeiro incêndio de grandes proporções atingiu esta quinta-feira à tarde o concelho da Trofa, destruindo uma área de floresta na freguesia de Alvarelhos e Guidões.

O alerta aos Bombeiros foi dado às 15.29 horas para um incêndio florestal com uma frente ativa na reta do Guincho, onde estiveram 65 operacionais, dos quais 15 são do corpo de Bombeiros da Trofa, cinco sapadores florestais da Associação de Silvicultores do Vale do Ave e elementos da Brigada Municipal Intervenção Florestal, apoiados por 19 veículos, um helicóptero ligeiro e dois aviões bombardeiros. Um dos sapadores florestais da ASVA acabou por ser transportado para o Centro Hospitalar do Médio Ave, unidade de Vila Nova de Famalicão.

Às 17.15 horas, foi acionado o Comandante das Operações de Socorro, Joaquim Moreira, comandante dos Bombeiros de Vila do Conde, quando o incêndio apresentava já duas frentes ativas. Foi nessa altura que também foram acionados os dois aviões.

De acordo com Joaquim Moreira, “o incêndio foi bastante rápido devido ao declive do terreno” e as condições do tempo e a grande quantidade de combustível contribuíram para que o incêndio fosse classificado como de grandes proporções.

O comandante adiantou que “havia uma casa muito próxima das chamas”, mas “com o posicionamento dos bombeiros”, de 12 corporações, “a tempo conseguiu-se que não corresse perigo”.

Às 18.06 horas, foi montado posto de comando operacional no lugar da Pedreira, em Alvarelhos, e o incêndio foi dado como dominado às 19.40 horas, entrando em fase de rescaldo meia hora depois.

Foi possível contabilizar 50 hectares de floresta destruída, 25 na freguesia de Guidões e outros tantos na freguesia de Fornelo, concelho de Vila do Conde.