A Câmara Municipal da Trofa inaugurou a 15ª biblioteca da rede escolar. O balanço deste projeto tem sido positivo, pois existem mais alunos a ler.

 Ler é: “descobrir”, “um mundo de fantasia”, “uma resposta para a vida”, “um sonho sem fim”. Estas foram características proferidas pelos alunos da EB1/JI de Estação Muro, que ganharam uma nova biblioteca, onde poderão explorar os livros e os jogos didáticos.

Esta é a 15ª biblioteca inserida na rede escolar do concelho da Trofa. Este equipamento surge de um investimento de “cerca de 15 mil euros” em equipamentos, fundo documental e mobiliário, disponibilizado pelo gabinete da rede de bibliotecas escolares do Ministério da Educação. Esta iniciativa surgiu no âmbito de uma candidatura elaborada pela Câmara Municipal da Trofa e pelo Agrupamento de Escolas do Coronado e Covelas.

“Nesta biblioteca, como em todas as que existem nas escolas, podemos encontrar livros, filmes, ouvir música, ler revistas, um conjunto infindável de soluções para a leitura”, referiu António Pires, coordenador das bibliotecas escolares da Trofa.

O espaço tem como objetivo fomentar o gosto pela leitura nos mais pequenos e, por isso, o recurso aos meios digitais tem sido uma grande aposta. “A rede de bibliotecas escolares está a apostar exatamente nos conteúdos digitais e neste momento já utilizam muito esses recursos. Temos inclusive um blogue da rede de bibliotecas da Trofa, onde disponibilizamos regularmente documentos de trabalho. A rede está a investir muito, nomeadamente nos tablets e noutros recursos digitais que são cada vez mais procurados pelos alunos”, afirmou António Pires.
Neste momento, a biblioteca existe para servir exclusivamente a rede escolar, mas para António Pires, seria bom “abri-la à comunidade educativa, como aos pais e a outras pessoas que estejam interessadas na leitura”.

O balanço das 15 bibliotecas que já se encontram em utilização é “positivo”, pois os alunos sentem-se mais motivados para a prática da leitura, devido à melhoria das condições estruturais.
A autarquia assume “manter a aposta na educação”, porque “as crianças são o nosso futuro, são o nosso amanhã”.

“A visão estratégica do nosso concelho assenta no pilar da educação. Estamos a falar numa biblioteca escolar, com um investimento de cerca de 15 mil euros numa candidatura conjunta e para nós é uma grande preocupação que as crianças tenham as condições necessárias”, assegurou Joana Lima, presidente da Câmara Municipal da Trofa. “Precisamos de investir cada vez mais na educação, para termos crianças felizes”, concluiu.

No final da inauguração, as crianças do jardim de infância recitaram um poema, os mais velhos cantaram uma canção e demostraram o que, na sua opinião, significa ler.

Até 15 de março decorre o concurso para integrar mais bibliotecas escolares na rede. A próxima escola a integrar a rede de bibliotecas será a de Paradela. 

Texto: Daniela Ferreira