premio-bial

A Fundação BIAL anunciou, esta quinta-feira, a 14ª edição do Prémio BIAL, que apresenta como grande novidade o aumento do valor pecuniário atribuído para um total de 320 mil euros. Este aumento de 100 mil euros em relação às últimas edições reforça o Prémio BIAL como um dos maiores prémios na área da saúde da Europa.

O valor global de 320 mil euros é distribuído pelas duas modalidades do Prémio BIAL: o “Grande Prémio BIAL de Medicina”, com o valor de 200 mil euros, visa distinguir trabalhos de índole médica de grande qualidade e relevância científica; o “Prémio BIAL de Medicina Clínica”, no valor de 100 mil euros, irá premiar um tema livre dirigido à prática clínica. Está ainda prevista a atribuição de quatro menções honrosas, cada uma no valor de 5 mil euros.  

Instituído em 1994 pela Fundação BIAL, o Prémio BIAL visa distinguir e divulgar trabalhos de grande repercussão na área da investigação médica. Desde a sua instituição, já analisou 455 obras candidatas e mobilizou 970 investigadores, médicos e cientistas. Em 13 edições, distinguiu 199 autores (82 obras premiadas).