Este período de passagem de um ano para o outro é propício a reflexões e a balanços. No plano concelhio, qualquer balanço terá que passar pela inoperância da Câmara e pela discriminação a que o governo nos tem votado.

   Da parte da Câmara, continua por concluir o PDM que é o principal instrumento de ordenamento do território, que poderia ajudar a combater o caos urbanístico do nosso concelho e a tornar as coisas claras para todos de forma a impedir suspeitas sobre negociatas de terrenos com vista a futuras construções que o PDM alegadamente irá permitir.

Passou mais um ano em que as piscinas não foram concluídas (apesar da sua conclusão ter sido inicialmente anunciada para o Verão de 2007) e os espaços públicos para a prática de desporto pela população continuam a ser uma miragem para todos os jovens que individualmente, ou em grupos informais, aguardam o cumprimento da promessa que o PSD/Bernardino Vasconcelos fez em 2001 de construir o complexo desportivo municipal, com circuitos de manutenção e piscinas integradas.

Já o governo, chegou ao insulto de nos retirar por completo verbas de PIDDAC para 2008. Tomou esta decisão, sem contestação conhecida de qualquer deputado do PS, nem da deputada/vereadora Joana Lima.

Mas durante o ano já tínhamos conhecido outros ataques do governo ao concelho que continua sem ver cumpridas as promessas de construção das variantes às estradas nacionais 14 e 104, nem a variante ferroviária, nem a esquadra da PSP, nem tão pouco o Metro chegou à Trofa apesar de nos terem tirado o comboio da via estreita há largos anos!

 

Olhando para a frente, apesar da confiança num futuro melhor, não podemos cruzar os braços e deixar que esse futuro melhor apareça sozinho.

Mudar o rumo da Trofa e do país só é possível se a população perceber que é preciso mudar de políticas.

Uma Câmara gerida por este PSD que deixa que as guerras internas prejudiquem o funcionamento da Câmara e das empresas municipais não merece mais a confiança dos trofenses.

Esta Câmara que não é capaz de elaborar um PDM em 9 anos e que não é capaz de defender as justas reivindicações da população com os vários governos precisa ser castigada!

 

Assim como precisamos "bater o pé" a este governo que prometeu criar 150 mil postos de trabalho e que leva o país para a maior taxa de desemprego dos últimos 30 anos, ou ainda dizer não a este mesmo governo que prometeu combater a pobreza e obriga a que os trabalhadores tenham perdido poder de compra ano após ano.

 

Chegou a hora de dizermos basta!

E não é só nas eleições que se pode dizer basta. Podemos começar já a dizê-lo. No dia-a-dia, expressando a nossa opinião, exigindo melhores salários, dizendo e afirmando que o 25 de Abril se fez para termos liberdade, paz e justiça social, dizendo que justiça social só se consegue com maior e melhor distribuição da riqueza.

 

Para todos os leitores d`O Noticias da Trofa um ano de 2008 melhor, recheado de lutas contra as injustiças e por uma vida melhor!

 

 

Jaime Toga

http://jaimetoga.blogspot.com/