A rede de saneamento básico nas freguesias de Avidos e Lagoa, no concelho de Vila Nova de Famalicão, irá, em breve, duplicar, com a execução da obra de ampliação da rede, que agora está a arrancar no terreno, num investimento da Câmara Municipal de 117.500 euros.  O auto de consignação da empreitada foi assinado na última sexta-feira, na sede da Junta de Freguesia de Lagoa, na presença de muitos autarcas e municípes, que quiseram juntar-se à cerimónia demonstrando a sua satisfação pelo arranque da obra.
Com um prazo de execução de 160 dias, a empreitada foi entregue à empresa Dacop, SA, implicando uma ampliação de mais de três quilómetros e abrangendo 45 novos ramais domiciliários. Na freguesia de Avidos, a nova rede servirá as ruas de Prazins, das Casas Novas, do Penedo Rachado, dos Castanheiros, Manuel Carneiro Marques e Rua do Monte, enquanto na freguesia de Lagoa a ampliação da rede chegará às ruas Nova de Cambães, Cambães de Baixo, Travessa de Cambães, Avenida de Cambães, do Codeçal, de Prazins e Avenida Fernando Carneiro Minho.
“É mais um investimento na qualidade de vida dos famalicenses”, afirmou o presidente da Câmara Municipal, Armindo Costa, acrescentando que “a ampliação da rede de saneamento básico nestas freguesias surge na sequência da aposta que a Câmara Municipal está a fazer em obras infra-estruturais em todo o concelho, respondendo às necessidades básicas da população”.
Por sua vez, o presidente da Junta de Lagoa, Jorge Cruz, mostrou-se muito satisfeito com o investimento, referindo que a obra “representa um passo importante para o desenvolvimento da freguesia”. Também o presidente da Junta de Avidos, António Gomes, não escondeu o seu contentamento pela realização do investimento.
Com o arranque desta obra, o presidente da Câmara afirmou que “as grandes obras em termos de água e saneamento estão lançadas, faltando apenas lançar pequenas intervenções, para a concretização dos objectivos em termos de ambiente”. Até ao fim deste mandato, as metas da Câmara Municipal apontam para uma rede de abastecimento de água com uma taxa de cobertura superior a 90 por cento do concelho e uma rede de saneamento básico cobrindo cerca de 70 por cento da população. Com a concretização das obras do plano de despoluição da Bacia do Rio Este, que deverão ficar prontas até 2013, para levar a rede de esgotos domésticos a mais 12 freguesias de Famalicão, a taxa de cobertura da rede de saneamento ficará próxima dos 100 por cento.