Sexagenárias foram colhidas pelo condutor numa rua estreita e com fraca visibilidade.

 Duas irmãs de 62 e 67 anos, foram atropeladas na manhã de 30 de Abril, na Rua 1º de Maio, em Guidões, quando faziam o seu habitual passeio matinal.

As duas mulheres faziam aquele percurso diariamente. “Era costume andarem de mão dada”, explicou uma fonte no local do acidente. Ao que o NT conseguiu apurar junto da mesma fonte, o atropelamento terá acontecido quando o condutor de uma viatura ligeira se deparou com um camião parado na estrada e, ao desviar-se do veículo pesado, acabou por colher as duas mulheres.

As vítimas foram transportadas para a unidade do Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) de Vila Nova de Famalicão, com vários ferimentos, sendo que uma delas sofreu uma fractura na perna e uma possível fractura da bacia, além de uma hemorragia interna abundante.

Ao que o NT conseguiu apurar uma das mulheres terá sido transferida mais tarde, para o Hospital de São Marcos, em Braga, onde foi operada e na última terça-feira terá já regressado à unidade de Vila Nova de Famalicão, do CHMA.

O local onde aconteceu o acidente é uma curva com pouca visibilidade, numa rua estreita e os moradores garantiram ao NT que o jovem condutor “andava sempre devagar”.

No local do acidente estiveram uma ambulância de socorro, quatro elementos dos Bombeiros Voluntários da Trofa, uma equipa médica do INEM e uma patrulha da GNR.