Dezassete atletas do projeto Cross Stars, parceria da escola de kickboxing e da delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa, participaram no sábado, 30 de novembro, no torneio “Jovem Promessa do Futuro e Ladies Open”, em Almada, o primeiro da época. Todos conseguiram um lugar no pódio, tendo ficado entre “os três melhores”, nas diferentes variantes e escalões da modalidade.

Eugénia Ponimasova, Mário Martins, Vera Soares, Bruno Pereira e Hugo Jesus tiveram “excelentes desempenhos” nos seus combates e arrecadaram o 1º lugar.

Com o título de vice-campeões ficaram os atletas Hélder Silva, Hugo Duarte, Diogo Pontes, Rafael Ferreira, João Pereira, Tatiana Pereira e Patrícia Soares, que eliminaram “alguns adversários e perderam apenas na final”. Já os atletas Artur Pasechenik, Carina Ferreira, Miguel Fernandes, Adriana Jesus e Vanessa Soares ficaram no 3º posto, tendo realizado igualmente combates com “boas prestações”. Adriana Jesus, Tatiana Pereira e Patrícia Soares participaram ainda na variante de Aerokickboxing, no escalão júnior, onde se sagraram campeãs.

A professora Nádia Barbora referiu que os alunos têm “pouco tempo de treino (nenhum com mais de um ano)”, mas “espírito de verdadeiros atletas”, demonstrando “um amor incondicional à equipa, espírito de sacrifício, respeito pela equipa de arbitragem, fair-play e camaradagem para com os adversários, humildade para aceitar as derrotas e alegria e sentido de dever cumprido nas vitórias”. “Mesmo nas derrotas revelaram qualidade técnica, boa condição física e conhecimento das regras. Não podia estar mais orgulhosa, estão todos de parabéns”, declarou.

Também a direção da delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa mencionou estar “orgulhosa pelos resultados alcançados e pela boa imagem que o projeto Cross Stars deixou no torneio realizado”, salientando que são estes momentos que dão “mais certezas que a inclusão pelo desporto é uma mais-valia” e “mais força para continuar a apostar neste projeto ajudando a multiplicar sorrisos com estas conquistas”.