Depois das primeiras homenagens realizadas em 2018, a Assembleia de Freguesia de Alvarelhos e Guidões voltou a reconhecer o mérito de cidadãos residentes na união de freguesias.

Na sessão de dezembro da Assembleia de Freguesia, realizada no dia 19, foram atribuídos dois diplomas coletivos, ao grupo de dança Alvadance e à Fanfarra Santa Maria de Alvarelhos.

A título individual, Adriano Cunha e Américo Moreira, de Alvarelhos, viram-lhe reconhecido o mérito associativismo, enquanto Fátima Lopes, médica, foi homenageada pela carreira profissional, através da qual socorreu Ramos Horta, em Timor Lorosae.

Nas artes e ofícios foi homenageado Fernando Silva, enquanto Inês Maia e Sofia Costa foram reconhecidas pelo mérito académico. A título desportivo, foram distinguidos Martim Graça, Rafael Rodrigues e Isa Silva.

De Guidões, o cónego Ferreira dos Santos recebeu diploma de mérito pela carreira profissional, essencialmente ligada à música sacra.
António Martins e Joaquim Carvalho foram distinguidos com diploma de mérito de cidadania, enquanto, no desporto, foram homenageados Cristina Dias, José Domingos Ferreira e Nelson Silva.

“Iniciámos, em 2018, os processos de reconhecimento pelo mérito alcançado nas mais variadas vertentes, pelos nossos concidadãos. Em 2019, continuámos a valorizar as/os alvarelhenses e guidoenses, que nas mais diversas áreas se destacaram alcançando títulos, galardões, homenagens nos planos regional, nacional e internacional ou pela oportunidade do momento devido à duradoura participação cívica e associativa. Esperamos que, em 2020, possamos atribuir ainda mais medalhas de mérito e estamos certos que este mero incentivo continuará a produzir o estímulo a todas as gerações que cá encontraram(ão) berço ou que abraçaram(ão), pelas contingências da vida, as nossas raízes”, comunicou a Assembleia de Freguesia, aquando da homenagem.