Select Page

Assaltantes apanhados durante a fuga

Assaltantes apanhados durante a fuga


Os latidos dos cães alarmaram um morador de um edifício da Rua D. Pedro V, em S. Martinho de Bougado, que se apercebeu que a loja pronto-a-vestir Jeans Shop, situada no rés do chão, estava a ser assaltada, durante a madrugada desta quarta-feira, 17 de dezembro. De imediato avisou os militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) da Trofa, que comunicou às outras patrulhas, que se colocaram ao seu encalce.
Depois de furtarem roupas da loja, o duo, de 21 e 22 anos, ainda teve tempo de assaltar outra loja pronto-a-vestir, por volta das 4 horas, situada na Avenida Visconde Barreiros, na Maia. Terá sido meia hora depois, que uma patrulha da GNR se cruzou com os jovens, em Nogueira da Maia. Durante a fuga que encetaram pela Rua Chã, o condutor terá perdido o controlo da viatura, que capotou e chocou contra uma árvore. O Honda Civic, que tinha sido furtado, ficou destruído, mas o duo de assaltantes apenas sofreu escoriações, tendo sido assistidos no local pelo INEM.
Segundo Paula Sequeira, proprietária do pronto-a-vestir, quando entrou na loja viu que “estava tudo no chão” da entrada e de “pernas para o ar”, tendo os assaltantes “limpado tudo” o que tinham nos cabides dos dois andares.
A loja estava protegida por uma grade e alarme, mas como esta “empenou” há “cerca de um mês” e ainda não foi arranjada, o alarme também estava desligado, caso contrário estaria sempre a tocar e a incomodar os vizinhos. “Se as grades estivessem em baixo não tinham hipótese nenhuma”, completou, afirmando que eles devem-se ter apercebido que “não tinham grade” e “mandaram dois paralelos à porta” de vidro temperado, que se desfez.
A proprietária acredita que os assaltantes “já deviam ter vindo à loja”, pois ao acederem ao seu interior, durante o assalto, foram “logo diretos ao sítio e de luzes apagadas.
Também no pronto-a-vestir da Maia, o duo partiu o vidro da porta da entrada e apoderou-se sobretudo de vestuário masculino, como calças e camisolas. As peças de vestuário de ambas as lojas, avaliadas entre 15 e 20 mil euros, foram encontradas na viatura e devolvidas aos seus proprietários. Na viatura, os militares também encontraram gorros, luvas e uma chave de fendas.
Os assaltantes, residentes em Milheirós e em Águas Santas, concelho da Maia, já estavam referenciados pelas autoridades por vários crimes, sendo que um deles estava sujeito a prisão com pena suspensa. Durante a tarde de quarta-feira, os jovens foram presentes ao juiz, no Tribunal da Maia.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização