quant
Fique ligado

jonati

Edição 502

Assaltantes apanhados durante a fuga

Publicado

em


Os latidos dos cães alarmaram um morador de um edifício da Rua D. Pedro V, em S. Martinho de Bougado, que se apercebeu que a loja pronto-a-vestir Jeans Shop, situada no rés do chão, estava a ser assaltada, durante a madrugada desta quarta-feira, 17 de dezembro. De imediato avisou os militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) da Trofa, que comunicou às outras patrulhas, que se colocaram ao seu encalce.
Depois de furtarem roupas da loja, o duo, de 21 e 22 anos, ainda teve tempo de assaltar outra loja pronto-a-vestir, por volta das 4 horas, situada na Avenida Visconde Barreiros, na Maia. Terá sido meia hora depois, que uma patrulha da GNR se cruzou com os jovens, em Nogueira da Maia. Durante a fuga que encetaram pela Rua Chã, o condutor terá perdido o controlo da viatura, que capotou e chocou contra uma árvore. O Honda Civic, que tinha sido furtado, ficou destruído, mas o duo de assaltantes apenas sofreu escoriações, tendo sido assistidos no local pelo INEM.
Segundo Paula Sequeira, proprietária do pronto-a-vestir, quando entrou na loja viu que “estava tudo no chão” da entrada e de “pernas para o ar”, tendo os assaltantes “limpado tudo” o que tinham nos cabides dos dois andares.
A loja estava protegida por uma grade e alarme, mas como esta “empenou” há “cerca de um mês” e ainda não foi arranjada, o alarme também estava desligado, caso contrário estaria sempre a tocar e a incomodar os vizinhos. “Se as grades estivessem em baixo não tinham hipótese nenhuma”, completou, afirmando que eles devem-se ter apercebido que “não tinham grade” e “mandaram dois paralelos à porta” de vidro temperado, que se desfez.
A proprietária acredita que os assaltantes “já deviam ter vindo à loja”, pois ao acederem ao seu interior, durante o assalto, foram “logo diretos ao sítio e de luzes apagadas.
Também no pronto-a-vestir da Maia, o duo partiu o vidro da porta da entrada e apoderou-se sobretudo de vestuário masculino, como calças e camisolas. As peças de vestuário de ambas as lojas, avaliadas entre 15 e 20 mil euros, foram encontradas na viatura e devolvidas aos seus proprietários. Na viatura, os militares também encontraram gorros, luvas e uma chave de fendas.
Os assaltantes, residentes em Milheirós e em Águas Santas, concelho da Maia, já estavam referenciados pelas autoridades por vários crimes, sendo que um deles estava sujeito a prisão com pena suspensa. Durante a tarde de quarta-feira, os jovens foram presentes ao juiz, no Tribunal da Maia.

Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 502

A nobre arte de prestar contas à população

Publicado

em

Por

No passado dia 7 de dezembro, o presidente da C.M. da Trofa (CMT) participou no programa Portugal Português da TVI24. O mote do programa era o recente relatório da organização não-governamental Transparência e Integridade Associação Cívica (TIAC) sobre o Índice de Transparência Municipal, “um indicador que mede o grau de transparência das Câmaras Municipais através de uma análise da informação disponibilizada aos cidadãos nos seus web sites”, pode ler-se no site da TIAC.
Perante a questão da moderadora sobre se as contratações públicas deveriam ou não ser mais divulgadas, Sérgio Humberto referiu, na sua resposta, que “esta comunicação, nomeadamente a questão do ajuste direto à empresa que foi, de que forma é que foi, é importante fazer”. Por estar em total acordo com a afirmação, acredito que seria importante esclarecer os trofenses sobre os três ajustes diretos que referi no meu último artigo neste espaço, na edição de 5 de dezembro. Porquê três empresas da mesma proprietária, porquê estas empresas e de que forma é que tudo se processou.
Mas existem outros esclarecimentos que devem ser feitos pelo executivo. Para além do estranho caso de Paula Cristina Teixeira Moreira (PCTM), urge também esclarecer o porquê de terem sido feitos dois outros ajustes diretos, uma vez mais a empresas com um sócio-gerente comum, desta feita o senhor Fernando Henrique Moreno (FHM). A diferença é que desta vez são apenas dois ajustes em vez de três. Num primeiro contrato, assinado a 22 de outubro passado, foram ajustados 67.821,06€ à empresa SIMULTÂNEO DE IDEIAS E MÚSICA PRODUÇÃO DE EVENTOS CULTURAIS, LDA para a “Aquisição de serviços de organização dos espetáculos de inauguração dos parques Nossa Senhora das Dores e Dr. Lima Carneiro”. Quase dois meses depois, na passada segunda-feira, um segundo contrato surgiu no base.gov, revelando um ajuste direto à empresa NOTÁVEL & SUBLIME – UNIPESSOAL, LDA, no valor de 29.312,50€, para a “Aquisição de serviços de publicidade e divulgação dos eventos de inauguração do Parque Nossa Senhora das Dores e Dr. Lima Carneiro”.
Para além de terem o mesmo sócio-gerente, as empresas citadas estão ligadas por um conjunto de outras curiosidades. Em primeiro lugar, o âmbito dos contratos é quase o mesmo: ambos dizem respeito à inauguração do parque, a única diferença é que um é referente à organização dos espetáculos e o outro à publicidade e divulgação dos mesmos. Em segundo lugar, a morada de ambas as empresas é a mesma. Até o número da porta é o mesmo. E mesmo ao lado mora, segundo ambos os contratos, o sócio-gerente que assina ambos os contratos. Coincidências?
Somadas as parcelas, o valor, com IVA a 23% incluído, totaliza a módica quantia de 119.474,28€. A juntar aos 179.696,13€ dos ajustes feitos às empresas de PCTM, estamos a falar de quase 300 mil euros concedidos a duas pessoas, sem concurso público e sempre relativos a contratos inferiores a 75 mil euros, valor a partir do qual não é legalmente permitido optar pela modalidade do ajuste direto.
Finalizo regressando de novo ao programa da TVI24 e às palavras do presidente da CMT: “Ser político é um ato nobre porque estamos a gerir dinheiro público que não é nosso e temos que aplicar bem. E nós temos que prestar contas à nossa população”. Se assim é, alguém tem contas para nos prestar, dizer que o deve fazer não chega.
Aguardemos. Até lá um Feliz Natal para todos!

João Mendes

Continuar a ler...

Edição 502

Alunos da Esprela abrilhantaram festa de Natal

Publicado

em

Por


Os alunos foram os grandes protagonistas da festa de Natal, que a Associação de Pais da Escola Básica e Jardim de Infância de Esprela, em S. Martinho, organizou ao final da tarde de 13 de dezembro
Segundo a Associação de Pais (AP), a festa contou com “a colaboração dos professores da escola, que prepararam as animações”, e dos “pais que contribuíram com algumas iguarias”. “Num ambiente de muita alegria e interação a festa foi contagiante e em cada rosto foi possível ver esboçado um sorrido de satisfação por estarem presentes neste convívio”, afirmou.
Para fechar a festa com chave de ouro, os alunos receberam a visita do Pai Natal e “o tão desejado presente, agradecendo a oferta com um sorriso de felicidade estampado no rosto”.
A Associação de Pais “agradece a todos aqueles que colaboraram e participaram nesta festa” e aproveita para “desejar um Santo e Feliz Natal e um Próspero Ano Novo”.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);