Select Page

“As pessoas não me querem no Clube” (c/ vídeo)

Após ter deixado o futebol profissional, há dois anos, Tiago Pereira, antigo capitão do Clube Desportivo Trofense, regressou ao estádio para um convívio entre antigos atletas da formação, onde esclareceu o porquê de não fazer parte da estrutura de futebol.
Atendendo “ao amor e paixão que tem pelo Clube”, Tiago entende que seja “perfeitamente normal que as pessoas questionem” o porquê de não fazer parte da estrutura do Trofense e de “abordarem esse assunto em plenas ruas”. Por aquilo que se tem vindo a passar, Tiago conclui que “as pessoas não o querem no Clube”.
Tiago contou que, em “janeiro”, teve “uma reunião no clube com o presidente (Franco Couto) e mais um diretor”, onde debateram “algumas situações” para que o Trofense fosse “mais forte”. O antigo jogador disse ter “todo o gosto em colaborar e ajudar o Clube”, pelo o que deu “ao futebol, pelos seus conhecimentos e experiência”, sugerindo o seu nome e o de “Hélder Sousa, referências do Clube”, para gerir o futebol e “João Eusébio” para treinador. “O presidente ficou entusiasmado com o projeto e com as minhas ideias. Eu estive com eles numa sexta-feira e o presidente ficou de entrar em contacto comigo na segunda-feira. Até à data não me foi dito mais nada, para meu espanto”, completou.

Leia a reportagem na íntegra na edição n.º 672 do jornal O Notícias da Trofa, já nas bancas.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização