quant
Fique ligado

jonati

Lifestyle

As melhores dicas para a sua próxima roadtrip

O Verão é a estação perfeita para uma roadtrip em família O tempo quente e os dias longos são uma ótima combinação para uma viagem de carro.

Publicado

em

O Verão é a estação perfeita para uma roadtrip em família O tempo quente e os dias longos são uma ótima combinação para uma viagem de carro.

Quer esteja a planear uma viagem de travessia do país ou uma escapadela de fim-de-semana, existem algumas coisas a ter em mente para garantir que a sua viagem é bem-sucedida. Confira abaixo algumas dicas para a sua próxima viagem.

Antecipe as tarefas obrigatórias

Se no seu trabalho tem várias pessoas a seu cargo podem surgir problemas ou situações que requeiram a sua atenção ou orientação. Antecipe possíveis problemas e instrua alguns dos seus colaboradores para reagir a possíveis eventos inesperados.

Se é um trabalhador por conta própria ou freelancer, pondere trabalhar mais horas nos dias anteriores à viagem e terminar todas as suas tarefas, para poder desfrutar da viagem. Se a sua profissão exigir um acompanhamento real, como por exemplo um apostador profissional, pode apostar num casino móvel através do seu smartphone. Atualmente, os casinos online mais recentes estão otimizados para este tipo de dispositivos.

O planeamento é fundamental

Planear uma viagem pode ser uma tarefa assustadora, mas com um algum planeamento e preparação, pode ser uma experiência divertida e memorável.

O primeiro passo é decidir qual o seu destino ou itinerário. Isto pode parecer um primeiro passo óbvio, mas é importante ter uma ideia geral dos locais a visitar antes de começar a planear os detalhes da sua viagem. Faça alguma pesquisa sobre diferentes destinos e encontre um (ou um conjunto de destinos) do seu agrado.

Estabeleça uma rota para o seu percurso

Uma vez decidido o destino, é altura de mapear a sua rota. Se não estiver familiarizado com a área, é uma boa ideia usar um GPS ou Google Maps para o ajudar a planear o seu percurso. Considere fazer pequenos desvios à sua rota para conhecer atrações que justifiquem uma visita ao longo do percurso.

Publicidade

Viajar com luz tornará a sua viagem mais agradável e menos desgastante. Procure adequar o seu plano para evitar conduzir à noite demasiadas vezes.

Faça pausas ao longo do caminho

Conduzir durante longos períodos de tempo pode ser cansativo e perigoso. É importante fazer pausas frequentes para se manter alerta e seguro – os especialistas recomendam não conduzir por mais de 90 minutos seguidos.

Planear com antecedência estas pausas pode tornar uma longa viagem mais agradável. É importante encontrar um local seguro para estacionar o seu carro. Uma vez encontrado um lugar seguro, despenda alguns minutos para passear e esticar as pernas.

Se planear uma pausa mais longa, pense no que irá fazer durante a sua pausa e no local mais indicado. Algumas pessoas gostam de fazer uma sesta, enquanto outras preferem ler ou ouvir música. É importante encontrar uma atividade que o ajude a relaxar e a recuperar do cansaço antes de voltar à estrada.

Prepare o seu veículo

Antes de partir numa viagem de estrada, é importante certificar-se que o seu veículo está em bom estado. Isto significa verificar coisas básicas como o nível de óleo e a pressão dos pneus, estado do pneu sobressalente – e claro, atestar o depósito de combustível. Deve também preparar um kit de emergência em caso de avaria ou acidente. Algumas precauções simples, podem ajudar a garantir que a sua viagem decorra sem sobressaltos.

Poupe alguns trocos

Ao fazer uma roadtrip, existem algumas formas de poupar dinheiro ao longo do percurso. Uma das opções é considerar partilhar o carro com mais familiares e amigos. Isto irá ajudar a dividir o custo do combustível. Pode poupar dinheiro embalando a sua própria comida e lanches, em vez de os comprar em lojas de conveniência em estações de serviço ou restaurantes.

Por fim, não se esqueça de planear a sua rota com antecedência para que possa tirar partido dos preços mais baratos do combustível ao longo do caminho. Defina à partida quando vai optar por autoestada ou estradas secundárias e poupe alguns trocos em portagens.

Publicidade

Ao seguir estas dicas, poderá desfrutar de uma viagem divertida e económica!

Divirta-se!

Uma viagem de carro pode ser uma forma divertida e emocionante de ver o país. Após a tarefa árdua de planeamento, desfrute da viagem e divirta-se ao longo do caminho. Desfrutar de boa música e boa comida, são coisas simples, mas essenciais!

Continuar a ler...

Lifestyle

Jogadores Portugueses continuam a apostar em sites ilegais

Em 2022, os jogadores portugueses continuaram a apostar e jogar em plataformas ilegais em Portugal. De acordo com dados do SRIJ relativos ao 3º trimestre do ano transacto, esta entidade enviou notificações de encerramento a 60 operadores ilegais e foram identificados 63 sites para bloqueio de ISPs.

Publicado

em

Em 2022, os jogadores portugueses continuaram a apostar e jogar em plataformas ilegais em Portugal. De acordo com dados do SRIJ relativos ao 3º trimestre do ano transacto, esta entidade enviou notificações de encerramento a 60 operadores ilegais e foram identificados 63 sites para bloqueio de ISPs. 

Desde a entrada em vigor do Regulamento do Jogo Online, em 2015, 1 295 sites foram notificados para bloqueio e foram mesmo feitas 20 participações ao Ministério Público para a instauração de processos-crime.

Este fenómeno parece tardar em abrandar e não são só as plataformas ilegais a serem visadas. Em Outubro de 2022, a GNR da Trofa constituiu arguido um homem de 30 anos por exploração de jogo ilegal, na sequência da fiscalização de um estabelecimento de restauração e bebidas.

A promessa de prémios maiores, o desconhecimento das diferenças entre um site de apostas legal e outro sem autorização, ou a publicidade a casas sem licença para actuar em solo nacional podem ajudar a justificar a proliferação do jogo ilegal.

No entanto, há consequências negativas, tanto para o estado como para o utilizador. O grande número de casas de jogo ilegais exige mais recursos da entidade de regulação e inspecção do jogo, mas pior ainda, implica uma perda significativa de receita para os cofres do estado. O impacto vai sendo maior à medida que o número total de jogadores aumenta, o que tem acontecido todos os anos desde que o mercado passou a ser regulado.

Para os utilizadores, há também muito a perder ao apostar ou jogar em plataformas que operam à margem da lei. Por um lado, caso exista algum problema com o levantamento de ganhos, o SRIJ nada poderá fazer, visto que estas casas estão fora da sua alçada. 

Mas este nem é tão pouco o maior problema. As casas ilegais não têm qualquer tipo de obrigação perante o regulador nacional, e como tal não é habitual terem mecanismos de protecção aos jogadores que são indispensáveis para que todos participem de forma segura nos jogos e apostas online. Alguns destes mecanismos são:

Publicidade
  • Protecção de menores 
  • Prevenção e combate a fenómenos de vício do jogo
  • Combate à fraude e branqueamento de capitais

Resumindo, não existem as mesmas políticas de confirmação de dados que ajudam a barrar o acesso a menores. Tambem não é garantido que exista uma página em que todos os termos e condições estejam discriminados, para além de ser raro encontrar a opção de limitar os valores das apostas ou mesmo de um jogador se auto-excluir. 

Como distinguir entre um site de apostas legal e um sem autorização?

Felizmente, há várias formas de encontrar casas de apostas legais em Portugal e de distinguir entre aquelas que se guiam pelas leis portuguesas e aqueles que não o fazem.

O mais seguro, claro, é consultar a lista de entidades com licença do SRIJ para actuar no país. Se uma entidade não estiver lá, é porque não tem autorização desta entidade para actuar em Portugal. 

De qualquer forma, há vários elementos que ajudam a identificar um site que se rege pelo Regulamento do Jogo Online. Um deles é a existência de um ícone do SRIJ no fundo da página inicial do site, com link para esta entidade. No caso de um site ilegal, das duas uma: ou nem é possível aceder porque já foi bloqueado, ou existe informação em relação a uma possível licença, mas emitida no exterior. Continua a ser uma casa sem estatuto legal em Portugal. 

No caso das casas de apostas desportivas legais, como já foi referido, deve existir um link para uma página que discrimine todos os termos e condições do jogo na plataforma. Também deve existir um página relativa à política de jogo responsável, assim como o acesso a ferramentas de limitação de jogo na conta do jogador. 

Fora dos próprios sites, há outros elementos que é interessante considerar. Por exemplo, os patrocínios: a Bwin é patrocinadora da Liga Portugal, enquanto que a Betano patrocina Sporting, Benfica e Porto. Estes patrocínios não seriam possíveis caso as casas em questão não fossem totalmente  legais. 

Ainda assim, há uma última ressalva a fazer: casas como a Bet365 têm grande reputação internacional, mas nem por isso é possível jogar legalmente nelas em Portugal, visto que não fazem parte da lista do SRIJ.

Publicidade

Resumindo: é importante saber quais as diferenças entre o jogo legal e ilegal, uma vez que a escolha de uma casa não regulada em Portugal tem várias consequências, quer para cada jogador, quer para a sociedade ou para o estado. As promessas de maior variedade de jogos e melhores prémios acabam por não se materializar, uma vez que há casas legais de grande qualidade em Portugal, como a Betano, ESC Online ou Bwin. 

Para além disso, mesmo que as propostas das casas ilegais fossem melhores, nunca valeria a pena arriscar perder prémios, pagar impostos elevados sobre eles ou ficar refém do jogo, sem qualquer tipo de protecção.

Continuar a ler...

Edição 782

Cantinho da Saúde: Rir é mesmo o melhor remédio

Há evidências de que o riso contribui para o fortalecimento do sistema imunológico

Publicado

em

A 18 de janeiro assinalou-se mais um Dia Internacional do Riso. Esta que é uma das manifestações humanas não só melhora ambientes sociais, como também contribuem, de forma determinante, para melhorar a saúde de quem dá umas boas gargalhadas.

Segundo a TrofaSaúde, são vários os benefícios do riso para a saúde física e mental e um dos mais óbvios é a redução do stress, uma vez que “reduz os níveis de hormonas, o como cortisol e adrenalina”, potenciando, por outro lado, “a produção de endorfinas, produtos químicos naturais do corpo para o bem-estar, que podem ajudar a melhorar o humor e reduzir a sensação de stress e ansiedade”.

+ Sistema imunológico mais forte

A TrofaSaúde destaca ainda a influência do riso no fortalecimento do sistema imunológico, uma vez que “foi demonstrado que aumenta a produção de células imunológicas, como células T e células assassinas naturais, que ajudam a proteger contra doenças”, assim como “pode aumentar a produção de anticorpos, que ajudam a combater as infeções”.

Há também evidências que, uma vez que contribuem para a produção de endorfinas, umas boas gargalhadas aumentam “a tolerância à dor e reduz a perceção da dor”.

+ Saúde cardiovascular

E se todos estes motivos não bastassem para nos convencer das suas virtudes, a TrofaSaúde evidencia também o efeito positivo que o riso provoca na saúde cardiovascular, uma vez que “melhora o fluxo sanguíneo e reduz o risco de doenças cardíacas”. “Também pode diminuir a pressão arterial e melhorar os níveis de colesterol”, acrescenta.

O humor também sai a ganhar. O riso pode, efetivamente, servir de antidepressivo natural, já que reduz sentimentos de ansiedade, solidão e isolamento, e de potenciador de conexões sociais, já que facilita a comunicação e reduz a probabilidade de conflitos.

Ainda segundo a TrofaSaúde, esta manifestação “melhora a memória e a função cognitiva” e pode potenciar a criatividade e a capacidade de resolução de problemas.

Publicidade

Perante estas evidências, está à espera do quê? Ria!

Foto: _asier_relampagoestudio-on-freepik

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Pode ler também...

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);