Foram vários os assaltos realizados no concelho da Trofa, entre os dias 17 e 23 de dezembro.

O armazém da Cruz Vermelha, delegação da Trofa, foi assaltado na noite de domingo, dia 18 de dezembro. A associação comunicou o furto à GNR pelas 14 horas do dia 19, onde fez saber que a porta do armazém, da antiga instalação da Gabor, foi arrombada, alegadamente com a ajuda de um pé de cabra. 

Segundo fonte policial, terão sido furtados 980 quilos de arroz, mais de 500 litros de leite e cem de leite de baunilha, 500 quilos de massas variadas, 48 quilos de açúcar e grandes quantidades de enlatados, puré, fruta (bananas e morangos), manteigas, arroz doce e cereais. Além disso, furtaram um cilindro, capas de edredão e uma aparafusadora, com bateria e respectivo carregador.

Muitos dos alimentos roubados, estavam destinados às pessoas mais necessitadas agora para esta época natalícia. 

O NT entrou em contacto com os responsáveis desta instituição, mas não conseguiu obter qualquer esclarecimento ou confirmação da quantidade de produtos roubados.

Outros furtos no concelho

Entre os dias 17 e 19 de dezembrouma empresa, sediada na zona industrial na Rua da Dona Goncinha, na Abelheira, foi assaltada. Os assaltantes, que terão entrado por uma porta nas traseiras, furtaram seis computadores e respectivos monitores, máquina de soldar e de furar, cilindro, entre outros objetos.

No dia 21, em S. Mamede do Coronado,o assalto ocorreu num restaurante onde furtaram um LCD, três telemóveis e 310 euros, em dinheiro. Alegadamente os assaltantes recorreram ao método de escalamento e arrombamento para acederem ao restaurante.

Já no dia 22, furtaram numa mercearia, em S. Martinho de Bougado, bacalhau, no valor de 200 euros, e três garrafas de vinho. Os assaltantes terão partido o vidro da montra com uma pedra.

Operação de Natal

Na Operação de Natal, que ocorreu entre os dias 23 e 26 de dezembro, foram fiscalizados 37 condutores, foram levantados 15 autos por desrespeito ao código da estrada, sendo que oito deles eram graves, dois por ausência de seguro e seis por uso de telemóveis.

No dia 24, pelas 1.30 horas, em S. Mamede do Coronado, na zona industrial, a GNR surpreendeu um homem de 29 anos, que conduzia um veículo ligeiro de passageiros com uma taxa de álcool de 1,74 litro por sangue. O condutor foi presente a tribunal no dia 26, e foi-lhe aplicada como medida de coação três meses de inibição de condução e uma multa de 600 euros, mais os custos processuais. 

Durante o período da Operação de Natal, ocorreram ainda quatro acidentes de viação, em que resultaram quatro feridos ligeiros.

A operação de Ano Novo vai decorrer entre os dias 30 de dezembro e 2 de janeiro. A fiscalização irá incidir sobre a habilitação para conduzir, condução sobre efeito de álcool, uso de telemóveis e ausência de cintos de segurança.

{fcomment}