Três homens foram detidos pela GNR da Trofa por conduzir com excesso de álcool. Um deles também conduzia sem habilitação legal para o fazer e foi condenado a um ano de pena suspensa e quatro meses de inibição de conduzir.

O caso é no mínimo insólito. Um indivíduo apanhado pela GNR a conduzir sem carta e alcoolizado foi detido e quando presente a tribunal, o juiz decretou-lhe um ano de pena suspensa e quatro meses de inibição de conduzir.

Foi na Zona Industrial do Soeiro, que um homem de 31 anos, residente na Maia, foi detido pela guarda por não possuir habilitação legal para conduzir e ainda por o fazer embriagado.

O indivíduo foi abordado, em andamento, pelos militares da GNR, que notaram “uma condução irregular”, adiantou fonte da guarda.

Depois de mandado parar e efectuado o teste de alcoolemia, o indivíduo apresentou uma taxa de 1,26 gramas de álcool por litro de sangue e foi detido. Agora mesmo sem a carta de condução, não poderá conduzir durante quatro meses.

Foi na sequência de um acidente de viação que ocorreu no Monte de Santa Eufémia, cerca das 15.30 horas, de domingo, que a GNR da Trofa deteve outro homem que conduzia embriagado. Depois de efectuado o teste, o indivíduo acusava uma taxa de 2,72 gramas de álcool por litro de sangue.

O homem estaria envolvido num acidente entre quatro veículos ligeiros, do qual só resultaram danos materiais. Depois de o homem comparecer a tribunal o caso baixou a inquérito.

Já esta terça-feira, cerca da uma hora da madrugada, um homem foi abordado pela patrulha da GNR, na Zona Industrial do Soeiro, em S. Mamede do Coronado, quando conduzia um ciclomotor, sem capacete.

O indivíduo de 33 anos acabou por ser detido pelos guardas por apresentar uma taxa de alcoolemia de 3,12. Ainda durante esse dia, o homem foi presente a tribunal, mas o caso baixou a inquérito.