Desde que chegou à Junta de Freguesia de Santiago de Bougado, António Azevedo, candidato independente apoiado pelo Partido Social Democrata, já lá vão seis anos, empreendeu uma autêntica "revolução" na rede viária da Freguesia. "Acabar com as ruas em terra até final do mandato" continua a ser um dos principais objectivos. Mas o autarca não esquece a construção da Capela Mortuária.

  "Até 2009 pretendemos acabar com as ruas, onde há habitações, em terra". Esta foi uma das promessas de campanha do executivo de António Azevedo que o autarca pretende cumprir.

O presidente da Junta de freguesia relembrou a obra feita afirmando que "na Lagoa a pavimentação das ruas em terra está concluída", assegurando que "o mesmo objectivo está a ser perseguido em Cedões, onde decorrem algumas empreitadas, muitas antonioazevedo.jpgdelas em parceria com os moradores", pois sem eles "não seria possível fazer tantas obras". António Azevedo considera que as parceira público-privadas "tem sido um êxito", e têm permitido "desenvolver a freguesia", sustentou.

As prioridades na pavimentação das ruas são delineadas em função das obras da colocação da rede de saneamento e água, a ser desenvolvidas pela Trofáguas, tendo também atenção para o facto de se tratar de ruas "inter-freguesias e ruas inter-lugares" que para o autarca "têm prioridade", assegurou.

A Junta de Freguesia "com poucos recursos tem feito muitas obras", garantiu o autarca relembrando que "com as verbas que recebe da Administração Central, a Junta não conseguiria fazer sequer uma pequena parte das obras que se têm realizado na Freguesia".

Recorde-se que ao abrigo da parcerias publico-privadas entre a Junta e alguns habitantes de Santiago foi possível "alargar o Cemitério da Freguesia, assim como alargar e pavimentar dezenas de caminhos de terra onde antes nem sequer dava para circular um carro", assegurou António Azevedo.

No que diz respeito à construção da Capela Mortuária e do Centro de Convívio o autarca garante que as obras vão arrancar a curto prazo para suprir uma grande lacuna da Freguesia. Está prevista a construção de duas Capelas mortuárias e outras infra-estruturas como o Cento de Convívio Cujo projecto está ainda em fase de elaboração.

O autarca reconhece ainda que "Santiago precisa de muitas infra-estruturas", mas não dá certezas sobre se vai ou não recandidatar-se a um novo mandato na Junta de Santiago de Bougado.

"Entendo que os cargos políticos devem ser exercidos um ou dois mandatos, devem ser uma comissão de serviços para a população. Sou líder de um grupo que gosto imenso, mas temos de dar lugar a outros. Não ponho de parte a possibilidade de me recandidatar", assegurou o autarca.

António Azevedo frisou que "no próximo ano, quando me reformar, pretendo desenvolver projectos e trabalhar para melhorar a parte social da freguesia, que a este nível está muito carenciada!, concluiu o autarca.